Seminário Henóquico 2020

Concepts of Evil in Second Temple Judaism and Christian Origins

An Online Conference by the Enoch Seminar – June 29 – July 2, 2020.

Chairs: Gabriele Boccaccini and Lorenzo DiTommaso (with Kelley Coblentz Bautch, Miryam Brand, John Collins, Benjamin Reynolds, Lawrence Schiffman, Loren Stuckenbruck, Archie Wright, and Jason Zurawski). Secretary: Joshua Scott.

Está acontecendo nestes dias – de 29 de junho a 2 de julho – o Seminário Henóquico 2020, com cerca de 300 participantes conectados online.

O tema é: Conceitos do mal no Judaísmo do Segundo Templo e Origens Cristãs.

Um bom relato pode ser lido em Religion Prof: The Blog of James F. McGrath

Outras informações podem ser vistas no site do Enoch Seminar.

O que é o Enoch Seminar?

O Enoch Seminar, fundado em 2001, é um grupo acadêmico de especialistas internacionais dedicados ao estudo do Judaísmo do Segundo Templo e às origens cristãs, que compartilham os resultados de suas pesquisas no campo e se reúnem para discutir temas de interesse comum. O site Enoch Seminar Online é um arquivo de todos os estudos apresentados nas reuniões do Enoch Seminar, e uma revista online de notícias, comentários e outras contribuições originais.

O Protoevangelho de Tiago

VUONG, L. C. The Protevangelium of James. Eugene, OR: Cascade Books, 2019, 142 p. – ISBN 9781532656170

O Protoevangelho de Tiago conta histórias sobre a vida de Maria que não aparecem nos Evangelhos canônicos: seu miraculoso nascimento de Ana e Joaquim, sua educação no Templo e seu casamento aos doze anos com o idoso viúvo José. O texto também adiciona detalhes significativos às histórias conhecidas da concepção, nascimento e fuga de Jesus da matança de inocentes ordenada por Herodes Magno. Apesar de seu status não-canônico, o Protoevangelho de Tiago foi extremamente influente nas igrejas do Oriente e, desde sua publicação no Ocidente no século XVI, capturou a imaginação dos leitores em todo o mundo. Esta edição de estudo apresenta uma nova tradução do texto com referências cruzadas, notas e comentários. A extensa introdução torna acessível ao leitor a pesquisa acadêmica mais recente sobre Maria nos apócrifos cristãos, oferece novas ideias sobre a proveniência do texto e sua relação com o judaísmo e discute as contribuições do texto para arte e para a literatura.

The Protevangelium of James tells stories about the life of the Virgin Mary that are absent from the New Testament Gospels: her miraculous birth to Anna and Joachim, VUONG, L. C. The Protevangelium of James. Eugene, OR: Cascade Books, 2019her upbringing in the temple, and her marriage at the age of twelve to the aged widower Joseph. The text also adds significant details to the well-known stories of Jesus’ conception, birth, and escape from the slaughter of innocents perpetrated by Herod the Great. Despite its noncanonical status, the Protevangelium of James was extremely influential in churches of the East, and since its publication in the West in the sixteenth-century has captured the imagination of readers all over the world. This study edition presents a fresh, new translation of the text with cross-references, notes, and commentary. The extensive introduction makes accessible the most recent scholarship in studies on Mary in Christian apocrypha, offers new insights into the text’s provenance and relationship to Judaism, and discusses the text’s contributions to art and literature.

Lily C. Vuong is Associate Professor of Religious Studies at Central Washington University, USA.

Veja a série de vídeos de Reinaldo José Lopes que fala sobre Maria e José segundo o Protoevangelho de Tiago.

O primeiro é Natal apócrifo: Maria e José no Protoevangelho de Tiago – 10 de dez. de 2019.

Voltamos a falar de textos apócrifos, que não constam da Bíblia oficial, e aproveitamos pra fazer uma nova série natalina, apresentando as narrativas não canônicas sobre o nascimento e infância de Jesus. Desta vez, vamos conhecer o Protoevangelho de Tiago e o que ele conta sobre as origens de Maria e José!

A criação do homem segundo o Livro Eslavo de Henoc

Um trecho do relato da criação do homem, segundo o Livro Eslavo de Henoc.

Este é um apócrifo apocalíptico proveniente da Palestina ou do Egito. Foi escrito por um autor judeu ou judeu-cristão do século I d.C. A língua original era o grego. A versão que temos está em eslavo antigo.

Esta tradução em espanhol está no IV volume, de 1984, p. 177-178, da obra de DIEZ MACHO, A.; PIÑERO, A. (eds.) Apócrifos del Antiguo Testamento I-VI. Madrid: Cristiandad, 1982-2009. A tradução, do original, é de A. de Santos Otero.

Para entender melhor o contexto, confira o meu artigo Apocalíptica: busca de um tempo sem fronteiras. Sobre o Livro Eslavo de Henoc, confira, neste artigo, especialmente aqui.

DIEZ MACHO, A.; PIÑERO, A. (eds.) Apócrifos del Antiguo Testamento I-VI. Madrid: Cristiandad, 1982-2009

El sexto día di órdenes a mi Sabiduría para que creara al hombre, partiendo de siete elementos, a saber: su carne de la tierra, su sangre de rocío y del sol, sus ojos del abismo de los mares, sus huesos de piedra, su pensamiento de la celeridad angélica y de las nubes, sus venas y sus cabellos de hierbas de la tierra, su alma de mi propio espíritu y del viento. Y le doté de siete sentidos: oído en relación con la carne, vista para los ojos, olfato para el alma, tacto para los nervios, gusto para la sangre, consistencia para los huesos y dulzura para el pensamiento. Y me ingenié para que hablara palabras sagaces. Creé al hombre partiendo de la naturaleza visible e invisible, de ambas a la vez, muerte y vida; y la palabra  conoce la imagen lo mismo que a cualquier otra criatura, pequeña en  lo grande y grande en lo pequeño. Y le dejé establecido en la tierra como un segundo ángel, honorable, grande y glorioso. Y le constituí como rey sobre la tierra, teniendo a su disposición un reino gracias a mi Sabiduría. Y entre mis criaturas no había nada parejo a él sobre la tierra. Y le asigné un nombre que consta de cuatro elementos: Oriente, Occidente, Norte y Sur. Y puse a su disposición cuatro estrellas insignes, dándole por nombre Adán. Le doté de libre albedrío y le mostré dos caminos, la luz y las tinieblas. Entonces le dije: “Mira, esto es bueno para ti y aquello malo” (11,57-65).

Sinopse das narrativas apócrifas da infância de Jesus

ELLIOTT, J. K. A Synopsis of the Apocryphal Nativity and Infancy Narratives. Second Edition, Revised and Expanded. Leiden: Brill, 2016, VIII + 234 p. – ISBN 9789004311190.

 

ELLIOTT, J. K. A Synopsis of the Apocryphal Nativity and Infancy Narratives. Second Edition, Revised and Expanded. Leiden: Brill, 2016

Early Christians built on the stories of Jesus’ and Mary’s birth and childhood. Their later accounts, many of them found nowadays among collections of non-canonical (‘apocryphal’) texts, are important and interesting. They give insights into the growth of Christian theology, especially concerning the role and status of Mary, and also the way in which the earliest stories were elaborated and interpreted in popular folk religion. A range of the earliest accounts is presented here in fresh translations. This second edition contains some texts originally in a variety of different languages such as Armenian, Ethiopic, Coptic and Irish, not available at the time of the first edition. The texts are arranged in small units and synoptically, in order to permit readers to compare texts and to see the differences and similarities between them. J.K. Elliott has selected and arranged the texts, and he provides introductory and concluding chapters. He also includes a full and helpful bibliography to benefit readers who
may wish to pursue this comparative study more deeply.

Evangelho da Esposa de Jesus: uma falsificação

É o que agora admite Karen L. King, de Harvard, a pesquisadora que vinha testemunhando a veracidade do texto.

Leia:

Karen King Responds to ‘The Unbelievable Tale of Jesus’s Wife’ – Ariel Sabar – The Atlantic –  Jun 16, 2016

The Harvard scholar says papyrus is probably a forgery.

For four years, Karen L. King, a Harvard historian of Christianity, has defended the so-called “Gospel of Jesus’s Wife” against scholars who argued it was a forgery. But Thursday, for the first time, King said the papyrus—which she introduced to the world in 2012—is a probable fake. She reached this conclusion, she said, after reading The Atlantic’s investigation into the papyrus’s origins, which appears in the magazine’s July/August issue and was posted to its website Wednesday night. “It tips the balance towards forgery,” she said.

Durante quatro anos Karen L. King, uma historiadora do Cristianismo, da Universidade de Harvard, defendeu a autenticidade do chamado Evangelho da Esposa de Jesus contra os estudiosos que argumentavam que era uma falsificação. Mas, nesta quinta-feira, 16.06.2016, pela primeira vez, King disse que o papiro que ela apresentou ao mundo em 2012, é provavelmente uma falsificação.

Leia Mais:
The Jesus’s Wife Fragment: End of Story? – Roberta Mazza – Faces & Voices – June 17, 2016

Proprietário do Evangelho da Esposa de Jesus é descoberto

Quem não se lembra do Evangelho da Esposa de Jesus?

Então leia:

The Owner of the Gospel of Jesus’ Wife is Unmasked

Por Mark Goodacre – NT Blog – 15.06.2016

Que está indicando a leitura de:

The Unbelievable Tale of Jesus’ Wife – Ariel Sabar – The Atlantic

A hotly contested, supposedly ancient manuscript suggests Christ was married. But believing its origin story requires a big leap of faith.

Mais:
The Owner of the Gospel of Jesus’ Wife Unveiled – Peter Gurry – Evangelical Textual Criticism – June 16, 2016
More on the Gospel of Jesus Wife and Walter Fritz  – Christian Askeland – Evangelical Textual Criticism – June 16,2016

O Evangelho de Judas

Evangelho de Judas! Especial Semana Santa – Vídeo no YouTube

Por Reinaldo José Lopes – Repórter de Ciência da Folha de S. Paulo – 23.03.2016

Será que Judas não era um vilão, mas um herói que ajudou Jesus a cumprir seu destino? É o que diz um misterioso evangelho apócrifo descoberto no Egito. Saiba tudo sobre esse texto descoberto em 2006, que não traz informações sobre o Jesus histórico, mas mostra um lado pouco conhecido do cristianismo primitivo.

Recomendo. Reinaldo José Lopes trata temas bíblicos com seriedade e competência.

Leia Mais:
O Evangelho de Judas no Observatório Bíblico
Reinaldo José Lopes

Apócrifos cristãos

e-Clavis: Christian Apocrypha

The Death of Simon Magus from the Nuremberg Chronicle (or Liber Chronicarum), 1493

e-Clavis: Christian Apocrypha is a comprehensive bibliography of Christian Apocrypha research assembled and maintained by members of the North American Society for the Study of Christian Apocryphal Literature (NASSCAL). Entries for each text include a detailed description (a summary, the various titles used in scholarship, clavis numbers, and identification of related literature), an inventory of manuscript sources (with online images where available), an extensive bibliography (including online resources), and information about the text’s use in iconography and popular culture.

e-Clavis: Christian Apocrypha was developed by Mark Glenn Bilby, Tony Burke, and Bradley Rice.

Veja um exemplo: Infancy Gospel of Thomas

Doncovim? Oncontô? Proncovô?

“Divagarzim” vamos ampliando a visão de onde estamos. Quem sabe um dia descobrirei, de fato, doncovim, oncotô, proncovô. Afinal, sou mineiro!

Pois acabei de conhecer isto aqui, que deve ser de qualidade, sendo reproduzido até pela NASA:

The Scale of the Universe 2 – A Escala do Universo – By Cary Huang – 2012

Clique aqui, escolha a língua portuguesa e bom divertimento.

E, se apreciar um belo texto, veja este, em espanhol:

El sexto día di órdenes a mi Sabiduría para que creara al hombre, partiendo de siete elementos, a saber: su carne de la tierra, su sangre de rocío y del sol, sus ojos del abismo de los mares, sus huesos de piedra, su pensamiento de la celeridad angélica y de las nubes, sus venas y sus cabellos de hierbas de la tierra, su alma de mi propio espíritu y del viento. Y le doté de siete sentidos: oído en relación con la carne, vista para los ojos, olfato para el alma, tacto para los nervios, gusto para la sangre, consistencia para los huesos y dulzura para el pensamiento. Y me ingenié para que hablara palabras sagaces. Creé al hombre partiendo de la naturaleza visible e invisible, de ambas a la vez, muerte y vida; y la palabra  conoce la imagen lo mismo que a cualquier otra criatura, pequeña en  lo grande y grande en lo pequeño. Y le dejé establecido en la tierra como un segundo ángel, honorable, grande y glorioso. Y le constituí como rey sobre la tierra, teniendo a su disposición un reino gracias a mi Sabiduría. Y entre mis criaturas no había nada parejo a él sobre la tierra. Y le asigné un nombre que consta de cuatro elementos: Oriente, Occidente, Norte y Sur. Y puse a su disposición cuatro estrellas insignes, dándole por nombre Adán. Le doté de libre albedrío y le mostré dos caminos, la luz y las tinieblas. Entonces le dije: “Mira, esto es bueno para ti y aquello malo” (11,57-65).

Afinal, que texto é esse?

É um trecho do relato da criação do homem segundo o Livro Eslavo de Henoc.

Este é um apócrifo apocalíptico proveniente da Palestina ou do Egito. Foi escrito por um autor judeu ou judeu-cristão do século I d.C.  A língua original era o grego. A versão que temos está em eslavo antigo.

Esta tradução em espanhol está no IV volume, de 1984, p. 177-178, da obra de DIEZ MACHO, A.; PIÑERO, A. (eds.) Apócrifos del Antiguo Testamento I-VI. Madrid: Cristiandad, 1982-2009. A tradução, do original, é de A. de Santos Otero.

Para entender melhor o contexto, confira o meu artigo Apocalíptica: busca de um tempo sem fronteiras. Sobre o Livro Eslavo de Henoc, confira, neste artigo, especialmente aqui.