Personalização do tema GeneratePress

Atualizado em

O Observatório Bíblico está no WordPress com o tema GeneratePress. E, como acontece com muita gente, fiz algumas personalizações [customizations] neste tema.

Onde procurar soluções? Nos meios costumeiros, fórum de suporte e documentação do tema:Tema GeneratePress para WordPress

. Support Forum
. GeneratePress documentation

Mas encontrei também um site interessante com CSS para ser colocado em Personalizar > CSS adicional [Customize > Additional CSS]. Está em neerlandês.

No site Vlot en Goed, de Martijn Baltes, acesse: Cursus WordPress: GeneratePress CSS.

Vault 7 e PortableApps

Atualizado em

Quando o assunto é vigilância, todos estão na mira da CIA
 
:. O que é Vault 7?

WikiLeaks escancara como a CIA é o “Big Brother” dos seus dispositivos – Hardware.com.br: William R. Plaza criou 8/mar/2017 às 15h03

Dentre as agências de segurança, a NSA é sempre apontada como a “enxerida”, ainda mais após as revelações de Edward Snowden, e agora a CIA é citada no mesmo estilo Snowden, através de um imenso vazamento de documentos por parte do WikiLeaks. A organização diz que esse é o maior vazamento da história da CIA. Vault 7, esse é o nome atribuído a essa série de materiais que revelam as técnicas de vigilância global feito pela CIA em conluio com outras agências, como a britânica MI5. A primeira parte desse material, chamado de Year One, foi divulgado ontem pelo WikiLeaks. São quase 9 mil páginas que detalham os programas e ferramentas da CIA utilizados para coletar informações de milhões de pessoas, através de dispositivos como smartphones e SmartTVs. O WikiLeaks afirma que esses documentos vazados registram a atividade de espionagem cibernética da CIA realizado entre 2013 e 2016. Ex-hackers que trabalharam para o governo dos EUA, teriam sido os responsáveis por repassar os documentos a organização de Julian Assangle. O WikiLeaks também alerta que o fato de ex-funcionários terem acesso a esses arquivos sem autorização é uma prova que outros poderiam conhecer sua existência e por tanto podem estar cientes dos detalhes técnicos dessas ferramentas de espionagem, o que é um risco real para a segurança e privacidade (será que isso ainda existe?) dos usuários, já que poderia ser utilizada por outros hackers mundo afora. Após as revelações de Snowden, suspeitar que a CIA utiliza técnicas de vigilância não causa um espanto tão grande assim, porém, conhecer o poder que a agência tem é no mínimo assustador. Abaixo separei alguns dos pontos principais revelados no Year One. Vamos a eles!

PortableApps.com Platform 14.4

O que são aplicativos portáteis?

Aplicativos portáteis são programas gratuitos, a maioria de código aberto [open source], que podem ser executados em qualquer computador com Windows, sem a necessidade de instalação formal, ou com uma instalação simples que lhes permita serem diretamente executados a partir de um dispositivo portátil. Esses programas, quando devidamente preparados, não criam entradas no registro do Windows, sendo, dessa forma, muito prático fazer a sua instalação em um pen drive e ter o programa pronto para ser utilizado em qualquer micro.

:. Como os aplicativos portáteis são afetados pela vigilância da CIA?

Mitigating DLL Hijacks Revealed in Vault 7/Fine Dining With The PortableApps.com Platform – PortableApps.com: submitted by John T. Haller on March 13, 2017 – 10:57pm

Over the past few days, Wikileaks posted a series of documents purported to be from the CIA in a dump of files dubbed “Vault 7”. Within those documents are references to a project called “Fine Dining” which details how a field agent can alter their own software on a portable device to include additional functionality to enable spying and other covert activities while appearing innocuous to those who happen to see the agent using their portable software. The process is detailed well in a Q&A by Sophos software.

List of Affected Software

The list of affected software includes VLC Player Portable, Irfan View, Chrome, Opera, Firefox, ClamWin, Kaspersky TDSS Killer, McAfee Stinger, Sophos Virus Removal Tool, Thunderbird, Opera Mail, Foxit Reader, LibreOffice, Prezi, BabelPad, Notepad++, Skype, Iperius Backup, Sandisk Secure Access, U3 Software, 2048, LBreakout2, 7-Zip Portable and Portable Linux CMD Prompt. Some PortableApps.com Launchers are also affected by these techniques.

How The Vulnerability Is Exploited

In most affected apps, the app itself is vulnerable. Thunderbird, for example, is vulnerable if you add a DLL in a specific location. Opera Mail is vulnerable to having one of its built-in DLLs replaced with something else. When the field agent’s DLL is loaded by the base app, the DLL will then do whatever it is coded to do (copy files, listen in on network traffic, etc). The base app will continue working as usual while this occurs allowing the agent to play a game, check their email, or browse the web. The leaked documents detail which specific DLLs to use for each app.

How We Mitigate The Risk

Today’s PortableApps.com Platform release adds a security module to scan for the specific techniques outlined above. Every DLL addition recommended in the leaked document is specifically scanned for by the platform before a vulnerable app is launched. This includes DLLs located alongside an AppNamePortable.exe launcher whether or not it is affected as some apps will load DLLs from there as well as their own path. DLLs listed in the leak as vulnerable to replacement within an affected app are securely SHA256 hashed by the platform and compared to the known hash for that version of the app’s DLL.

PortableApps.com Platform 14.4: Fine Dining With Confidence – PortableApps.com: submitted by John T. Haller on March 13, 2017 – 10:16pm

PortableApps.com is proud to announce the PortableApps.com Platform 14.4 release. This release adds custom platform security to scan for and mitigate DLL hijacks in some vulnerable apps and launchers revealed in the “Fine Dining” leak as well as updates to two locales. As always it has a complete app store, automatic updater, easy app organization, fast app searching, proxy support, a great set of themes, portable fonts, and lots of other features to make it your favorite set of apps whether you’re running from a portable drive, a cloud drive, or run locally! If you’d like to see more features and functionality keep coming, please read a personal appeal from PortableApps.com founder John T. Haller to help! You can also buy the platform and a suite of apps on the hardware-encrypted PortableApps.com Carbide or fast and affordable PortableApps.com Companion available in our hardware store. Read on for all the details… Existing Platform users can automatically update by clicking Help – Check for Updates.

New in 14.4

This release adds custom platform security to scan for and mitigate DLL hijacks in: 2048, BabelPad, ClamWin, Foxit, Google Chrome, Kaspersky TDSSKiller, LibreOffice, McAfee Stinger, Opera, Opera Mail, Skype, Thunderbird, and various launchers. These apps have been shown to load certain DLLs unsafely in the recent “Fine Dining” section of the Vault 7 leak and the platform now scans for both DLLs which should not be included as well as DLLs which can be replaced. The platform verifies the authenticity of the latter using secure SHA256 hashing. While these techniques are not currently known to spread malware via personal removable drives or cloud drives, now that these techniques have been publicized it could occur in the future, so we have added security mitigation now.

Conky com nova sintaxe

Atualizado em

>> Atualizado em 01.04.2019 – 9h00

O Conky é um aplicativo leve para Linux e BSD que mostra as informações do sistema de forma completamente personalizável.

Conky 1.10.8-1 no Linux Mint 19.1 Tessa Cinnamon

Fiz o meu primeiro Conky em 2012 e achei todo o processo muito interessante. Fiz como a maioria: parti de um modelo simples e fui lendo e aplicando as personalizações possíveis. Porém, a partir da versão 1.10, de 21 de junho de 2015, o Conky passou por grandes modificações e a sintaxe antiga não funciona mais em todos os sistemas, embora mecanismos de compatibilidade tenham sido criados. Ontem, em nova instalação, meu Conky parou algumas funções. E hoje consegui configurar meu Conky 1.10.6 no Mint 18.1 Serena Cinnamon em novo formato. Para os interessados, deixo algumas dicas.

Passos que podem ser feitos:

:: Conky: monitor de sistema para Linux – 05.02.2012

:: Conky – Nova forma de configurar – 01.06.2016

:: Conky Wiki – Instalação, configurações, FAQ, Lua, suporte, artigos

:: Conky releases – Conky v1.11.3: released on 22 Feb 2019

Clique aqui e veja o Conky. A imagem e o arquivo de configuração, o .conkyrc

Mas este é um modelo simples. Para um Conky mais sofisticado, confira, por exemplo, Gnome-Look ou Deviant Art.

Dicas úteis para reparar Ultrabooks Samsung Série 5

Atualizado em

Tive alguns problemas com um Ultrabook Samsung NP530U3B-AD1BR, depois de quase 4 anos de uso.

Estava em dual boot com Windows 7 Home Premium e Mint 17.3 Rosa Cinnamon. Atualizei o Windows 7 para o 10, na oferta da Microsoft. Tudo funcionava normal, até que, depois de alguns meses,o ultrabook começou a dar defeito no hardware.

Resolvi fuçar no “trem”, mesmo sabendo que se pode piorar, vai piorar. Aos problemas de hardware, somaram-se problemas de software. Não consegui de jeito nenhum recuperar o Windows 10. Mas consegui resolver os problemas de hardware e reinstalar o Windows 7 com um disco de recuperação.

Daí estas dicas. Que podem ser úteis para algum aventureiro. Entretanto, sabe-se, cada caso é um caso. E o que aqui funcionou pode lá não funcionar… As melhores dicas de reparo encontrei no iFixit.

Ultrabook Samsung NP530U3B-AD1

Para desmontar o ultrabook há um bom tutorial em Disassembling Samsung Laptop Ultrabook NP530U3B.

Para limpar ou trocar a ventoinha, vi neste outro modelo: Samsung Series 5 UltraTouch NP540U3C Repair.

Para download de manuais, softwares, drivers e solução de problemas: o suporte da Samsung.

Para resolver problemas de inicialização, como recuperar o GRUB, o MBR: Boot-Repair (também aqui).

No meu caso, o ultrabook parou de desligar completamente e não reinicializava, mas desligava em “reiniciar”. Tanto no Windows como no Linux. Resetei o BIOS e tudo voltou ao normal: desligar a energia, interromper a bateria, desconectar a bateria CMOS, pressionar o botão de power por cerca de 1 minuto… Este vídeo, Samsung 530U3 (535U3 NP530U3 NP530U NP535U) BIOS reset, mostra como se faz.

Para habilitar o ExpressCache danificado no ultrabook com Windows 7 ou 8.1: Habilitando o recurso ExpressCache do seu Samsung Series 5 Ultra com Windows 8

Peças de reposição, via internet, para ultrabooks Samsung: entre outras, Comclickshop, de Franca, SP. Ou Mercado Livre.

Como impedir o download automático do Windows 10

Atualizado em

Pode acontecer que, por incertas razões, algum usuário do Windows 7 ou 8.1 não queira atualizar seu sistema gratuitamente para o Windows 10. Mas de uns dias para cá a coisa ficou mais difícil de evitar.

A notícia, publicada em 26.05.2016, pode ser lida em Hardware.com.br:

Microsoft implementa mais um método nada convencional para incentivar a atualização para o Windows 10

Muitos usuários estão insatisfeitos com as formas que a Microsoft está utilizando incentivar o processo de atualização para o Windows 10. O sistema que já está presente em mais de 300 milhões de computadores, tem uma meta dura a ser batida: 1 bilhão de instalações até 2018. Além de marcar a atualização como recomendada, isto é, os usuários que deixam marcada a opção de atualizações automáticas habilitada, irão receber o sistema, a Microsoft agora vem como uma nova artimanha, que com certeza pegará muitos usuários de surpresa. Já que uma nova janela aparece dizendo que o update para o Windows 10 é recomendado, e caso os desavisados cliquem no clássico botão x pensando que essa ação interromperá esse processo, na verdade age como um gatilho, para que a instalação seja realizada na data e horário marcados na janela…

Na web há várias soluções para quem quiser impedir um download não desejado e/ou não autorizado do Windows 10. Nem todas funcionam e algumas podem ser até bem complicadas para o usuário comum. Mas esta funciona – pelo menos até nova “treta” da Microsoft:

How to Stop Windows 7 or 8 from Downloading Windows 10 Automatically

If you want a really simple and easy way to get rid of the “Get Windows 10” icon and stop your PC from downloading Windows 10, you can download a little piece of freeware called Never10, from well-respected security researcher Steve Gibson. Download it, run it, and then click the “Disable Win10 Upgrade” button. If your system has already downloaded the Windows 10 update files, it will tell you, and you can click the “Remove Win10 Files” to delete them. You’ll have to reboot, but at the end, the icon will be gone and your computer shouldn’t get the upgrade. And luckily, you can click those buttons again to put things back the way they were (isto está no site How-To Geek e foi publicado em 11.09.2015).

Never10 - A atualização para o Windows 10 está habilitada
Never10 - A atualização para o Windows 10 está desabilitada

A página está explicando que basta fazer o download de um pequeno programa gratuito [83,0 KB] chamado Never10. É coisa do conhecido Steve Gibson, do site Gibson Research Corporation (donde o grc do endereço). Não precisa instalar. Clique no arquivo executável e ele abre uma janela que oferece a possibilidade de desabilitar a atualização do Windows 7 ou 8.1 para o Windows 10 [Disable Win10 Upgrade]. E ainda permite excluir eventuais arquivos do Windows 10 que já tenham sido descarregados sem conhecimento do usuário [Remove Win10 Files]. Ao reinicializar o computador, o usuário verá que até o ícone de atualização do Windows 10 desapareceu.

Não é algo terrível, definitivo: se o usuário ainda quiser o Windows 10, basta clicar de novo na janelinha e permitir o download para fazer a atualização [Enable Win10 Upgrade].

O mesmo site How-To Geek reitera, em artigo mais recente [23.05.2016], a eficiência do Never10. Mas lembra que a atualização para o Windows 10 pode ser uma boa coisa para quem usa sistemas anteriores da Microsoft. Diz:

Before we wind things up, we need to reiterate that we do believe that if you’re using any recent version of Windows (7 or 8.1), or you’ve held off and are still using Vista or even XP, that this is the time to finally take the plunge. Windows 10 is a worthy upgrade and probably an unqualified success at retaining the spirit of Windows 7 while correcting the ills of Windows 8.1.

Ou seja: o Windows 10 é uma atualização que vale a pena. E, provavelmente, um sucesso absoluto, enquanto conserva o espírito do Windows 7 e corrige os problemas do Windows 8.1.

Por isso, leia: How to Remove the “Get Windows 10” Icon from Your System Tray (and Stop Those Upgrade Notifications)

Como saber se um site é confiável ou não?

Atualizado em

Confira em Gizmo’s Freeware, texto atualizado em 1 de maio de 2016:

How to Tell If A Website Is Dangerous

Hoje em dia pode ser muito difícil saber se um site é confiável ou não. Muitos sites perigosos são projetados para parecem seguros, mas são armadilhas para o usuário.

Entretanto, você pode usar vários recursos para saber se um site é perigoso ou não. Confira o artigo.

These days it can be very difficult to tell if a site is trustworthy or not. Many nefarious sites are being designed to look respectable. Thus you should always make sure that a site is not dangerous by using multiple approaches.

Sumário do artigo:

1. How To Investigate A Site Before Visiting It

2. General Approach To Analyzing Sites

    A) Check Site With Zulu URL Risk Analyzer and Comodo Web Inspector

    B) Check Site With VirusTotal And URLVoid

    C) Check Reputation Of Site With Web Of Trust

3. Make Sure SSL Certificate Is Trustworthy Before Making Purchases

4. How To Report Dangerous Sites

Franquia de dados para internet fixa?

Atualizado em