Grande Sertão: Veredas faz 50 anos e ganha edição de luxo

Atualizado em

Esse vasto mundo chamado João… João Guimarães Rosa gostava de cavalo, de vaca, de sertão, de sertanejo. E gostava de escrever sobre esse mundo, captando-lhe o sotaque único e a metafísica peculiar, que, de tão regional, acaba sendo universal. Da mistura desses gostares nasceu Grande Sertão: Veredas, obra-prima que faz 50 anos, sem marcas de envelhecimento… (da revista EntreLivros n. 9, janeiro de 2006).

Folha Online: 16/02/2006 – 09h51

Eduardo Simões

da Folha de S.Paulo

Grande Sertão: Veredas, romance do escritor mineiro João Guimarães Rosa (1908-1967) completa 50 anos de seu lançamento em 2006 e ganha três novas edições da editora Nova Fronteira: uma é popular, a R$ 28; outra edição é tradicional, de R$ 60, que inaugura a coleção Biblioteca do Estudante, na [19a.] Bienal [do Livro] de São Paulo, em março [de 9 a 19]. A outra edição do título é comemorativa, com uma tiragem de 5.000 exemplares, em um projeto concebido pela diretora teatral Bia Lessa. O livro chega ao mercado em abril, acompanhado do catálogo da exposição temporária sobre a obra, que Lessa abre em março no Museu da Língua, na Estação da Luz, em SP, e de um CD multimídia, com imagens e sons do sertão descrito por Guimarães Rosa. O preço ainda não foi definido. “É uma edição de luxo”, sintetiza Lessa, encarregada da conceituação e do projeto gráfico do lançamento. “O leitor vai ter acesso a essa grande obra-referência e a dados que complementam a leitura, como imagens e trilha sonora. A idéia é que o livro abra já com a obra, sem prefácio. Os acréscimos vêm como apêndices, criando elos com o romance.” (…) Guimarães Rosa ganhará outros dois lançamentos comemorativos ainda este ano: a Nova Fronteira publica, em maio, o livro “Corpo de Baile”, que também completa 50 anos; e “Sagarana”, que faz 60 anos. Os projetos serão detalhados posteriormente.

Bem, para os distraídos, já vou avisando que este é meu livro preferido, que nunca acabo de ler, pois ao terminar uma leitura já começo outra. E que este biblioblog, neste ano, vai visitar o sertão, onde nasci. Vai virar, de vez em quando, sem avisar, sertãoblog, pois o sertão é do tamanho do mundo

Leia Mais:
EntreLivros, n. 9, São Paulo: Duetto Editorial, janeiro de 2006 – Grande João: Guimarães (dossiê Guimarães Rosa – nas bancas)
Literatura brasileira chega à Estação da Luz

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário