A luta pela justiça no Antigo Testamento

Como analisar a denúncia profética da opressão? Como contextuar a súplica do justo oprimido pelo ímpio? Como compreender o dever do rei e/ou do Estado de proteger o oprimido? Como situar a proposta profética de construção de uma comunidade solidária? Como interpretar as leis da Torá preocupadas com a proteção dos pobres endividados e com a restauração de um campesinato independente? Como entender as afirmações da necessidade da justiça divina?

Uma proposta hermenêutica para a análise de tais textos bíblicos deveria considerar, pelo menos, quatro elementos:

  1. tentar identificar as situações sociais reais em que os textos bíblicos foram produzidos 
  2. observar os textos bíblicos como propostas que visam proteger os oprimidos a partir de um lugar social determinado
  3. analisar os textos bíblicos como a definição de valores éticos socialmente reconhecidos
  4. atualizar os textos bíblicos em seu persistente potencial de denúncia e anúncio

Confira uma proposta deste tipo em:

HOUSTON, W. J. Contending for Justice: Ideologies and Theologies of Social Justice in the Old Testament. London: Bloomsbury T & T Clark, 2008, 304 p. – ISBN 9780567033543. 

Sobre o livro:

Contending for Justice analyses texts on social justice in the Old Testament and argues that despite their ideological character they may still assist in shaping a Christian theological approach to social and global injustice. The book argues on the one hand that a class interest is involved in all texts on the subject of social justice, and on the other that, that the very interest demands that they should appeal to the broadest possible public by using generally accepted ethical and theological ideas. Four elements are set out in a hermeneutical proposal: texts should be understood as rhetoric in real social situations, as ideology protecting a social position, as defining recognized ethical values, and theologically as having a critical and constructive potential for the interpreter’s own situation. A second chapter attempts to sketch the social conditions in which such texts were formed. The hermeneutical scheme is then applied, but not rigidly, to a wide range of texts: prophetic denunciations of oppression, texts in a variety of genres defining the characteristics of the just individual, texts in the Psalms and Isaiah defining the duty of the king to protect the poor, visions of a just community in the prophets, words of Torah aimed at protecting the indebted poor and restoring an independent peasantry, and assertions of the justice of God. The book concludes with brief reflections on the value of the Old Testament as a resource in the struggle for justice.  

Moralismo e política

Quando as dimensões concretas da sociedade não são levadas em conta, as questões políticas sofrem uma redução de seu conteúdo, perdendo sua autonomia. São consideradas de maneira abstrata, conduzidas ao espaço da ética, restritivamente, e resolvidas no moralismo.

Pela clínica psicanalítica, sabemos que aquilo que atacamos de modo implacável no outro não deixa de ter relação com aquilo que não suportaríamos reconhecer em nós mesmos (Mario Fleig, psicanalista).

 

Na véspera:

:: Ilhado no meio jurídico, Barbosa traça saída – Brasil 24/7: 28/05/2014
“Num feito inédito para um presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa conseguiu: está completamente ilhado em relação a seus colegas do Poder Judiciário. Do Procurador Geral da República ao presidente da Ordem dos Advogados, passando pelo plenário do Superior Tribunal de Justiça e todas as principais associações de magistrados, além do Conselho Nacional de Justiça, não há instância na qual Barbosa consiga angariar admiração. Quanto mais apoio ou compreensão… Pelas reações do meio jurídico aos seus posicionamentos, Barbosa é o primeiro a saber que lhe falta clima para prosseguir no cargo”.

No dia:

:: Os órfãos de Joaquim Barbosa – Saul Leblon: Carta Maior 29/05/2014
“Joaquim Barbosa deixa a cena política como um farrapo do personagem desfrutável que se ofereceu um dia ao conservadorismo brasileiro. Na verdade, não era  mais funcional ter a legenda política associada a ele. Sua permanência à frente do STF tornara-se insustentável. Vinte e quatro horas antes de comunicar a aposentadoria, já era identificado pelo Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, como um fator de insegurança jurídica para o país. A OAB o rechaçava. O mundo jurídico manifestava constrangimento diante da incontinência autoritária. A colérica desenvoltura com que transgredia  a fronteira que separa o sentimento de  vingança e ódio da ideia de justiça, inquietava os grandes nomes do Direito… [assumindo], crescentemente, contornos de um coronel Kurtz, o personagem de Marlon Brando, em Apocalypse Now, que se desgarrou do exército americano no Vietnã para criar  a sua própria guerra dentro da guerra. Na guerra pelo poder, Barbosa lutava a batalha do dia anterior”.

No dia seguinte:

:: Adversários de Dilma já disputam apoio de Barbosa – Brasil 24/7: 30/05/2014
“Eduardo Campos (PSB) e Aécio Neves (PSDB) se precipitam para conquistar filiação de Joaquim Barbosa, que antecipou sua aposentadoria do STF; ainda que o juiz tenha perdido o prazo para uma candidatura em 2014, ele é visto como uma importante arma da oposição contra a reeleição da presidente Dilma Roussef”.

Resenhas na RBL: 27.05.2014

As seguintes resenhas foram recentemente publicadas pela Review of Biblical Literature:

William P. Atkinson
Baptism in the Spirit: Luke-Acts and the Dunn Debate
Reviewed by Lars Kierspel

Edward Ball and Margaret Barker, eds.
‘The Unconquered Land’ and Other Old Testament Essays: Selected Studies by Rudolf Smend
Reviewed by David J. Reimer

Carol J. Dempsey and Elayne J. Shapiro
Reading the Bible, Transforming Conflict
Reviewed by Joel Stephen Williams

Desiderius Erasmus; Andrew J. Brown, ed.
VI-4 Ordinis sexti tomus quartus: Novum Testamentum ab Erasmo Recognitum, IV, Epistolae Apostolicae (secunda pars) et Apocalypsis Iohannis
Reviewed by Jerome A. Lund

Shimon Gesundheit
Three Times a Year: Studies on Festival Legislation in the Pentateuch
Reviewed by William A. Tooman

Francisco Lozada Jr. and Greg Carey, eds.
Soundings in Cultural Criticism: Perspectives and Methods in Culture, Power, and Identity in the New Testament
Reviewed by Earl Kellett

Matthew R. Malcolm
The World of 1 Corinthians: An Exegetical Source Book of Literary and Visual Backgrounds
Reviewed by Bradley J. Bitner

John Oleson
Humayma Excavation Project, I: Resources, History and the Water-Supply System
Reviewed by Anne Lykke

Kathleen M. Rochester
Prophetic Ministry in Jeremiah and Ezekiel
Reviewed by Georg Fischer

Karlheinz Schüssler
Das koptisch-sahidische Johannesvangelium sa 506 aus dem Jeremia-Kloster von Sakkara: mit Textvarianten der Handschriften in Barcelona, Cairo, Dublin, Naqlun, New York
Reviewed by Johanna Brankaer

>> Visite: Review of Biblical Literature Blog

Resenhas na RBL: 19.05.2014

As seguintes resenhas foram recentemente publicadas pela Review of Biblical Literature:

William Baird
History of New Testament Research, Volume 3: From C. H. Dodd to Hans Dieter Betz
Reviewed by Benjamin A. Edsall
Reviewed by Joshua Jay Stigall

Athalya Brenner and Gale A. Yee, eds.
Joshua and Judges
Reviewed by Ginny Brewer-Boydston

John K. Goodrich
Paul as an Administrator of God in 1 Corinthians
Reviewed by Kathy Ehrensperger
Reviewed by Korinna Zamfir
Reviewed by Jason Weaver

J. Edward Owens
Deuteronomy
Reviewed by H. F. van Rooy

Peter R. Rodgers
Text and Story: Narrative Studies in New Testament Textual Criticism
Reviewed by Thomas P. Nelligan

Luise Schottroff and Marie-Theres Wacker, eds.
Feminist Biblical Interpretation: A Compendium of Critical Commentary on the Books of the Bible and Related Literature
Reviewed by Lynn R. Huber

Jens Schröter
From Jesus to the New Testament: Early Christian Theology and the Origin of the New Testament Canon
Reviewed by Lee Martin McDonald

>> Visite: Review of Biblical Literature Blog