Igreja Metodista decidiu se retirar do CONIC e do CESE

Notícia que vi hoje na página do CEBI – Centro de Estudos Bíblicos. Por 79 votos a favor, 50 contra e quatro abstenções, no dia 14 de julho, durante o 18º Concílio Geral, na cidade de Aracruz, ES, a Igreja Metodista decidiu se retirar de organismos ecumênicos que tenham a presença da Igreja Católica e de grupos não-cristãos.

Notícias CEBI – 21 de julho de 2006

Líderes religiosos lamentaram decisão da Igreja Metodista

Líderes religiosos lamentaram a decisão do 18º Concílio Geral da Igreja Metodista de se retirar de organismos ecumênicos que tenham a presença da Igreja Católica e de grupos não-cristãos. A medida tira os metodistas do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (CONIC) e da Coordenadoria Ecumênica de Serviço (CESE). O momento é de “profunda indignação e tristeza”, disse para a ALC o presidente do CONIC, bispo Adriel de Souza Maia, que foi reeleito para o Colégio Episcopal da Igreja Metodista no 18. Concílio, reunido de 10 a 16 de julho na cidade capixaba de Aracruz. “Vivemos um momento de grande retrocesso”, agregou (…) Em carta dirigida, hoje, à Igreja Metodista, o pastor presidente da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB) e moderador do CMI, Walter Altmann, disse que, embora a decisão conciliar deva ser respeitada integralmente, tomada de acordo com a convicção majoritária dos conciliares, a notícia “entristeceu profundamente o nosso coração” (…) Falando em nome pessoal, o assessor do setor de Ecumenismo e Diálogo Religioso da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), padre José Bizon, declarou que a medida representa um retrocesso para uma igreja, como a metodista, que tem uma caminhada ecumênica. “A gente fica perplexo e dói o coração de ouvir uma decisão dessas, quando o mundo se abre ao diálogo”, assinalou. A decisão do Concílio de Aracruz é lamentável, pois vai contra os princípios doutrinários e pastorais da Igreja Metodista, argumentou o secretário executivo do CONIC, Clay Peixoto. “Foi uma decisão política”, acrescentou, referindo-se ao crescimento do movimento carismático de corte sectário e fundamentalista na Igreja Metodista brasileira (cont.)

Print Friendly, PDF & Email

4 comentários em “Igreja Metodista decidiu se retirar do CONIC e do CESE”

  1. Amei essa noticia. Só por isso,eu voltei pra igreja Metodista. Pois a luz não se mistura com as trevas.

  2. A decisão – ao contrário do que mencionou Clay Peixoto e Adriel Maia – não foi política de área carismática e fundamentalista, tampouco representa retrocesso, mas é produto de uma análise concreta de tudo o que nos ocultaram dos posicionamentos de John Wesley – seus Sermões e Notas sobre o NT – além de muita maturidade no ver as razões do porque a IM perdeu sua pujança e crescimento ao longo dos anos, isso sem dizer que os liberais – muito bem respaldados por seus empregos nas instituições – trataram a membresia não como “rebanho de ovelhas”, mas como “manadas de burros” – e sempre, quando questionados sobre seus enfoques, diziam que os que pensavam diferente o faziam por não estudarem a matéria, ou por pietismo desfocado, ou conservadorismo injustificado – só que a imensa maioria de tais liberais – nos pastorados, mostraram-se serem quais fiqueiras bonitas, frondosas, porém sem frutos. Um deles passou quase 10 anos pastoreando sem receber um único membro por batismo e profissão de fé – ISSO SIM É RETROCESSO e PERDA DA VISÃO DE REINO DE DEUS – não é a visão dos que lutaram por mudanças – que Graças a Deus vieram em bom tempo

  3. Graça e Paz, a todos!
    Prezo pela liberdade e diálogo enquanto batista nacional, simples menção de minha congregação ainda que não viva sob bandeiras humanas, o SENHOR é minha bandeira.
    Percebo na atitude de saída da igreja metodista do diálogo ecumênico de forma positiva.
    Afinal de contas, dialogar o que se roma como se estivesse na idade média se intitula a única igreja de CRISTO, senhores, tenhamos bom senso,
    cristão é aquele que crê em CRISTO JESUS, e por seus ensinos vive, não preciso estar sob roma ou outra bandeira e nem sob a batista, eu preciso estar sob CRISTO.
    Diálogo, conversemos então, o quanto precisamos nos converter, cubramos nos rostos de vergonha, pela desgraça que os religiosos causam na vida de pessoas que como ovelhas sem pastor seguem ao matadouro, enquanto os religiosos não entram no Reino dos céus e não permitem aos que estão entrando entrar Mateus 23,
    Senhores tenhamos vergonha de nossas religiões, e amemos ao SENHOR de verdade.
    Paremos com essa conversa fiada, sentados em nossos bancos concíliares, como se as pessoas precisassem de concílios, o que a humanidade grita é por seu ÚNICO MEDIADO, CRISTO JESUS, pelo sangue derramado na cruz e não por RELIGIOSOS que pensam ser detentores dos céus,
    religiosidade mata.
    Vivamos a vida que só o SENHOR JESUS tem pra dar
    João 10.
    Em CRISTO JESUS.
    Wesley Oliveira Borborema

  4. argumentos sem fundamento a igreja catolica nao é a unica nao pra nos os irmaos de outras denominacoes tem valor mas alguns nao diferente de muitos catolicos nao querem o bem comum mas sim a sua auto promoçao e quando sao contrariados agem como agem muitos ateus eu amo o dialogo e nao o antisemitismo exagerado Deus vos abencoe

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.