Eu te darei o ceu, meu bem… rabino oferece o paraíso em troca de votos

Folha Online/BBC Brasil: 24/03/2006 – 19h23

Partidos ortodoxos prometem até o paraíso em Israel

Guila Flint, da BBC Brasil, em Tel Aviv

Os partidos religiosos ortodoxos de Israel preparam-se para as eleições da próxima terça-feira prometendo resolver os problemas do país com base no judaísmo e até mesmo oferecendo o paraíso aos eleitores. A promessa de garantia de um lugar no paraíso para aqueles que votarem no partido ultra-ortodoxo Shas despertou polêmica no país. A juíza da Suprema Corte israelense e presidente do Comitê Eleitoral, Dorit Beinish, proibiu dias atrás a transmissão no horário eleitoral de um discurso do líder espiritual do partido, o rabino Ovadia Yossef, em que ele ofereceu o paraíso em troca de votos. De acordo com a juíza, a lei em Israel proíbe a promessa de benefícios em troca de votos e considera esse tipo de promessas “subornos eleitorais”. A decisão revoltou o líder do Shas, Eli Ishai. “Aconteceu uma coisa terrível e sem precedentes na história de Israel, o Comitê Eleitoral proibiu as palavras da Torá”, disse Ishai (cont.)


Atualizando (25.03.2006):
Toda a história pode ser lida em Shas ‘heaven’ broadcast banned, com direito a foto do rabino Ovadia Yosef.

Eilat Mazar: I work with the Bible in one hand and the tools of excavation in the other

Jim West em seu blog chama a atenção para um artigo sobre Eilat Mazar na Moment Magazine.

O título que escolhi para o post reflete exatamente aquilo que eu comentava hoje em aula, com os alunos do primeiro ano de Teologia do CEARP, sobre a pretensa descoberta do palácio de Davi por Eilat Mazar:

Eu trabalho com a Bíblia numa mão e a ‘picareta’ na outra. Isto é o que arqueólogos bíblicos fazem. A Bíblia é a mais importante fonte histórica e merece, por isso, atenção especial.


Julgue você mesmo… se não acompanhou o caso, leia aqui também.

Sua casa de praia poderá ser acessada somente por submarino em 2100

Folha Online: 24/03/2006 – 09h42

Degelo nos polos é catastrófico, diz revista

Ricardo Bonalume Neto – da Folha de S. Paulo

O derretimento das geleiras da Groenlândia e da Antártida acelerou mais em anos recentes com o aquecimento do planeta provocado pelo efeito estufa. Cientistas preveem que no final do século o clima lembrará o de 130 mil anos atrás, quando o nível dos mares estava seis metros mais alto. Ou seja, aquela casa de praia que você gostaria de legar a seus netos e bisnetos só deverá ser acessível por submarino em 2100. Um conjunto de artigos na revista científica “Science” mostra que os pesquisadores temem que o aquecimento global “possa estar levando a um aumento do nível do mar catastrófico”, nas palavras da normalmente discreta publicação. Com o mar subindo tanto, cerca de meio bilhão de pessoas teria de fugir da orla marítima para o interior mais elevado (cont.)

Sea rise could be ‘catastrophic’

By Paul Rincon

A study in the US journal Science suggests a threshold triggering a rise in sea level of several metres could be reached before the end of the century. Scientists used an ancient period of warming to predict future changes. Greenland could be as warm by 2100 as it was 130,000 years ago, when melting ice raised sea levels by 3-4m. The implication is that Greenland would – eventually – melt by as much in response to present warming. The findings come from two studies published in Science by Dr Jonathan Overpeck, of the University of Arizona in Tucson, and colleagues (cont.)