Arqueologia no Iraque antes e depois da invasão de 2003

Atualizado em

Francis Deblauwe no blog The Iraq War & Archaeology escreve hoje no post Excavations since start of War que após a invasão de 2003 só duas escavações arqueológicas acontecem hoje no Iraque, segundo seu conhecimento.

Porém, na década de 80 do século passado dezenas de escavações podiam ser contabilizadas, feitas por equipes de arqueólogos dos Estados Unidos, França, Alemanha, Reino Unido, Itália, Bélgica, Países Baixos, Japão etc.

Enquanto este número foi caindo drasticamente nos anos 90 – o país ficou sob embargo – o número de saques a sítios arqueológicos foi aumentando até tornar-se um padrão costumeiro após a invasão de 2003, de tal modo que nem chega mais a chamar a atenção do mundo ocidental. Infelizmente.


Pois é: lembrando que nossa civilização tem seu berço nestas terras e que ainda há muito a ser pesquisado sob o solo mesopotâmico…

Print Friendly, PDF & Email