Pesquisa Datafolha II: Lula sobe, Alckmin desce

Atualizado em

Datafolha confere à eleição ares de jogo jogado

Comece-se anotando o óbvio: pesquisa não é urna. Feita a ressalva, acrescente-se o ululante: a pesquisa Datafolha divulgada há pouco dá à disputa presidencial a aparência de um jogo jogado. Lula está com a mão na faixa. A escassos 12 dias do segundo turno, o índice de intenções de voto de Lula subiu de 51% para 57%. Geraldo Alckmin caiu de 40% para 38%. Considerando-se apenas os votos válidos (excluídos nulos, brancos e eleitores indecisos), Lula obtém 60% dos votos, contra 40% atribuídos a Alckmin. A diferença em favor de Lula é agora de 20 pontos percentuais. A menos que ocorra alguma nova “alopragem” petista, só um milagre pode levar Alckmin a prevalecer sobre Lula no próximo dia 29 de outubro. O “efeito dossiêgate” parece ter sido absorvido pelo eleitorado. Lula tem agora um prestígio maior do que o que tinha antes do escândalo. O tucanato já havia farejado o cheiro de queimado. A distância que separa Alckmin de Lula aumentou também na pesquisa telefônica diária que o Ibope realiza por encomenda do comitê tucano (cont.)

Escrito por Josias de Souza no blog Nos bastidores do poder em 17/10/2006 às 21h15

Print Friendly, PDF & Email

1 comentário em “Pesquisa Datafolha II: Lula sobe, Alckmin desce”

  1. Meu nome é Ana Paula Lemos e sou graduanda em ciências sociais e gostaria de saber como faço prar enviar um currículo para trabalhar na área de pesquisas do ibope data folha. Aguardo uma resposta assim que for possível, obrigada!

Deixe um comentário