Quase metade dos judeus europeus descendem de apenas quatro mulheres

Atualizado em

Metade dos judeus europeus ‘descendem de 4 mulheres’

Um estudo revelou que quase metade dos judeus da Europa descendem de apenas quatro mulheres.

Acredita-se que as quatro mulheres viveram no Oriente Médio há cerca de mil anos. As características genéticas passadas por elas a seus descendentes não são encontradas em não-judeus e são muito raras em judeus que não são de origem asquenazita.

Cientistas o Instituto de Tecnologia de Israel, o Technion, estudaram o DNA mitocondrial – passado de mãe para filha – de onze mil mulheres judias de origem asquenazitas vivendo em 67 países.

Os asquenazitas mudaram do Oriente Médio para a Itália, e dali para o Leste Europeu, onde sua população aumentou consideravelmente no século 13, de acordo com os cientistas.

Mãe judia

Os pesquisadores acreditam que há cerca de oito milhões de judeus asquenazitas no mundo hoje.

Segundo Doron Behar, um dos pesquisadores, os resultados do estudo mostram a importância da mãe judia.

“Mas isso eu poderia dizer mesmo sem o estudo”, disse Behar à agência de notícias Reuters.

O estudo foi publicado na Revista Americana de Genética Humana.

Fonte: BBC Brasil – 4 de janeiro de 2006

 

The Matrilineal Ancestry of Ashkenazi Jewry: Portrait of a Recent Founder Event

Both the extent and location of the maternal ancestral deme from which the Ashkenazi Jewry arose remain obscure. Here, using complete sequences of the maternally inherited mitochondrial DNA (mtDNA), we show that close to one-half of Ashkenazi Jews, estimated at 8,000,000 people, can be traced back to only 4 women carrying distinct mtDNAs that are virtually absent in other populations, with the important exception of low frequencies among non-Ashkenazi Jews. We conclude that four founding mtDNAs, likely of Near Eastern ancestry, underwent major expansion(s) in Europe within the past millennium…

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário