SciELO Brasil lança blog de Ciências Humanas

Os pesquisadores e editores de revistas de Ciências Humanas no Brasil têm agora um espaço na internet para divulgar notícias, press releases, entrevistas, resumos e comentários sobre artigos publicados em periódicos científicos da área, indexados na SciELO Brasil. Trata-se do Blog SciELO em Perspectiva – Humanas.

Criado por iniciativa da Rede SciELO – Scientific Eletronic Library Online –, o blog foi lançado durante a conferência de comemoração dos 15 anos do programa, criado pela FAPESP e o Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde (Bireme).

O Blog de Humanas tem como objetivo disseminar os resultados de pesquisa veiculados nos periódicos da Coleção SciELO Brasil, a partir da web, redes sociais e serviços de disseminação internacional de pesquisas. Constitui-se em parte das linhas de ação do SciELO em prol da profissionalização e internacionalização dos periódicos brasileiros de qualidade.

Cobrirá temas relacionados com as especialidades abarcadas pelas ciências humanas, ciências sociais aplicadas e linguística, letras e artes, incluindo: press releases, resumos e comentários sobre artigos publicados em diferentes periódicos científicos, bem como entrevista e notícias.

O Blog de Humanas está aberto à colaboração de autores, editores e equipe editorial dos periódicos da SciELO Brasil, que podem encaminhar suas contribuições de forma eventual ou sistemático. Contate nossa Equipe Editorial, a partir do e-mail blog.humanas@scielo.org.

SciELO – The Scientific Electronic Library Online
SciELO is an electronic library covering a selected collection of Brazilian scientific journals. The library is an integral part of a project being developed by FAPESP – Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, in partnership with BIREME – the Latin American and Caribbean Center on Health Sciences Information. Since 2002, the Project is also supported by CNPq – Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. The Project envisages the development of a common methodology for the preparation, storage, dissemination and evaluation of scientific literature in electronic format.

Frase do dia – 29.12.2013

O Brasil será do tamanho que quisermos, do tamanho que o imaginemos. Se imaginarmos um país justo e grande e lutarmos por isso, assim o teremos. Se mergulharmos em pessimismo e ficarmos presos a disputas e interesses mesquinhos, teremos um país menor (…) Por isso, temos que agir sempre de forma produtiva e positiva tentando buscar soluções e não ampliar os problemas. Se alguns setores, seja por que motivo for, instilarem desconfiança, especialmente desconfiança injustificada, isso é muito ruim. A guerra psicológica pode inibir investimentos e retardar iniciativas.

Presidenta Dilma Rousseff, em pronunciamento em rede nacional de rádio e TV em 29.12.2013.

Resenhas na RBL – 20.12.2013

As seguintes resenhas foram recentemente publicadas pela Review of Biblical Literature:

Philip Alexander, Armin Lange, and Renate Pillinger, eds.
In the Second Degree: Paratextual Literature in Ancient Near Eastern and Ancient Mediterranean Culture and Its Reflections in Medieval Literature
Reviewed by Anthony Swindell

Gary A. Anderson, Ruth A. Clements, and David Satran, eds.
New Approaches to the Study of Biblical Interpretation in Judaism of the Second Temple Period and in Early Christianity
Reviewed by William A. Tooman

Ulrich F. Berges
The Book of Isaiah: Its Composition and Final Form
Reviewed by Bo H. Lim

Bruno Dyck
Management and the Gospel: Luke’s Radical Message for the First and Twenty-First Centuries
Reviewed by Jack Barentsen

Serge Frolov
Judges
Reviewed by Kenneth Way

Rolf A. Jacobson and Karl N. Jacobson
Invitation to the Psalms: A Reader’s Guide for Discovery and Engagement
Reviewed by David Firth

Dominik Markl
Gottes Volk im Deuteronomium
Reviewed by Simone Paganini

Stephen D. Moore and Yvonne Sherwood
The Invention of the Biblical Scholar: A Critical Manifesto
Reviewed by Matthew V. Novenson

Phillip Michael Sherman
Babel’s Tower Translated: Genesis 11 and Ancient Jewish Interpretation
Reviewed by Bradley Embry

Michael Smith and Rami Shapiro
Mount and Mountain, Volume One: A Reverend and a Rabbi Talk about the Ten Commandments
Reviewed by William Rutherford

>> Visite: Review of Biblical Literature Blog

Resenhas na RBL – 18.12.2013

As seguintes resenhas foram recentemente publicadas pela Review of Biblical Literature:

Gerald L. Borchert
Jesus of Nazareth: Background, Witnesses, and Significance
Reviewed by Chris L. de Wet

Birgit Christiansen
Schicksalsbestimmende Kommunikation: Sprachliche, gesellschaftliche und religiöse Aspekte hethitischer Fluch-, Segens- und Eidesformeln
Reviewed by Gary Beckman

L. Juliana M. Claassens
Mourner, Mother, Midwife: Reimagining God’s Delivering Presence in the Old Testament
Reviewed by Tim Bulkeley

Edith M. Humphrey
Scripture and Tradition: What the Bible Really Says
Reviewed by Richard S. Briggs

B. J. Oropeza
In the Footsteps of Judas and Other Defectors: The Gospels, Acts, and Johannine Letters
Reviewed by Markus Oehler

Richard Ounsworth
Joshua Typology in the New Testament
Reviewed by J. Cornelis de Vos

Maurice A. Robinson and Mark A. House, eds.
Analytical Lexicon of New Testament Greek: Revised and Updated
Reviewed by Peter J. Judge

Andreas Schuele
An Introduction to Biblical Aramaic
Reviewed by Ian Young

Christopher D. Stanley, ed.
Paul and Scripture: Extending the Conversation
Reviewed by Howard Williams

Michael E. Stone
Armenian Apocrypha Relating to Abraham
Reviewed by Adam Carter McCollum

>> Visite: Review of Biblical Literature Blog

Uma útil lista de how-to sobre segurança

Computer Security Guides and Articles

Do site Gizmo’s Freeware, em 22/12/2013.

Uma lista de artigos, guias, tutoriais, how-to, howto, como saber, como fazer… Sobre segurança de computadores. Organizada por popularidade.

Por exemplo: Como saber se o seu computador está infectado. Como manter malware longe de seu smartphone. Como limpar um computador infectado.

E por aí vai.

Crítica textual do NT: Método genealógico baseado na coerência

Este texto foi escrito por meu amigo e colega Cássio Murilo Dias da Silva, atualmente professor na PUCRS.

Ele me diz no e-mail: Segue aí uma tentativa de explicação sumária do “Método genealógico”. Difícil resumir em poucas palavras uma coisa tão complexa. Mas acho que dá para se ter uma ideia. Espero que seja aproveitável…

Método genealógico baseado na coerência: a informática a serviço da crítica textual do Novo Testamento

Imagine que manuscritos sejam seres vivos que se reproduzem pelo processo de cópia. Imagine que o DNA dos manuscritos esteja não na química da tinta nem do papel, mas na formulação do texto. Então, fica fácil de imaginar também um programa de computador que compara todos os manuscritos do Novo Testamento e, por meio das estatísticas, elabora uma árvore genealógica deles.

Dito de modo bem simples é exatamente isso que faz um “novo” modo de comparação de manuscritos bíblicos: o “método genealógico baseado na coerência”. Um programa de computador gera estatísticas e árvores genealógicas (estemas) de manuscritos, tanto de modo completo como de modo específico, isto é, para um versículo bem determinado. O citado programa está disponível para uso online na página do Institut für Neutestamentliche Textforschung (INTF; em português: Instituto para a Pesquisa do Texto do Novo Testamento) da Universidade de Münster, na Alemanha. O software gera vários tipos de dados: os possíveis “ancestrais”, isto é, quais manuscritos podem ter sido copiados; o percentual de concordância entre os manuscritos; a quantidade (absoluta) de concordâncias entre os manuscritos; o número de passagens comuns entre eles; quantas passagens do manuscrito 1 explicam o surgimento das variantes no manuscrito 2 e vice-versa, e várias outras estatísticas.

Manuscritos com um índice de concordância acima de 87,6% são considerados muito próximos e é possível estabelecer um vínculo “genealógico” entre eles. Isso porque o método supõe que o escriba tenha querido ser fiel o máximo possível ao manuscrito que estava copiando, e que não tenha utilizado grande número de fontes.

Um exemplo talvez ajude a entender. Vejamos o início de 1Pd 2,1: “rejeitai, portanto”. Embora esta seja a leitura da maioria dos manuscritos, apenas dois leem somente “rejeitai”, omitindo o “portanto”. Um deles é o manuscrito número 1881.

Comparando os manuscritos 1881 e 1739, o programa do INTF oferece as seguintes informações (entre outras):
. o manuscrito 1881 depende 92,432% do manuscrito 1739
. admitindo que o manuscrito 1739 seja anterior a 1881, é possível explicar 121 diferenças entre eles; inversamente, admitindo que 1739 seja posterior a 1881, é possível explicar somente 24 diferenças.

Estes e outros dados levam à conclusão de que o fluxo do texto de 1739 para 1881 é muito forte; diferente do que acontece na direção oposta. Ou seja: 1881 é posterior (copiou?) 1739, e que o escriba, por alguma razão (talvez descuido) tenha omitido a palavra “portanto”.

Uma longa introdução ao método encontra-se disponível para download em https://egora.uni-muenster.de/intf/service/downloads_en.shtml (texto em inglês, 577 “páginas” em formato pdf).

Leonardo Boff: Francisco combina ternura e vigor

Leonardo Boff analisa primeiro ano do Papa Francisco – Eduardo Febbro: Carta Maior 12/12/2013

Nesta entrevista Leonardo Boff faz um lúcido balanço das esperanças suscitadas por Francisco, das perspectivas de transformação que se levantam no horizonte, dos atos já cumpridos e dos que virão. O teólogo brasileiro está convencido de que, com Francisco, chegou muito mais que um homem vindo de longe: com ele chegou ao Vaticano outra filosofia de vida, de política, outra prática pastoral, outra sociologia e outro cristianismo inspirados nas raízes do continente.

Creio que Francisco combina duas coisas: a ternura de Francisco e o rigor do jesuíta. É franciscano na forma humilde de viver, popular, mas é um jesuíta da racionalidade moderna, analisa os fenômenos, identifica a causa principal e, quando descobre, intervém com muita determinação. Creio que o papa é uma feliz combinação entre ternura e vigor. É disso que precisamos hoje na igreja. Para fora é um pastor, para dentro é muito rigoroso.

“Llegó la primavera con sus frutos”: Entrevista al teologo tercermundista y ecologista brasileño Leonardo Boff – Eduardo Febbro: Página/12 – 15/12/2013

Boff está convencido de que, con el papa Francisco, llegó mucho más que un hombre que viene de lejos: en su visión, con él llegaron al Vaticano otra filosofía de la vida, de la política, otra práctica pastoral, otra sociología y otro cristianismo.

Creo que Francisco combina dos cosas: la ternura de Francisco y el rigor del jesuita. Es franciscano en la forma de vivir humilde, popular, pero es un jesuita de la racionalidad moderna: analiza los fenómenos, identifica la causa principal y, cuando descubre, interviene con mucha determinación. Creo que el Papa es una combinación feliz entre ternura y vigor. Eso es lo que necesitamos en la Iglesia. Hacia afuera es un pastor, hacia adentro es muy riguroso.

Não sou um herege: entrevista com Hans Küng

I’m not a heretic, but a critical reform theologian who, unlike many of his critics, uses the gospel instead of medieval theology, liturgy and church law as his benchmark.

Controversial Theologian Hans Küng: ‘I Don’t Cling to This Life’ – By Markus Grill: Der Spiegel – December 12, 2013
Swiss theologian Hans Küng has been a voice for reform in the Catholic Church for decades on issues such as papal infallibility, the celibacy of priests and euthanasia. His advocacy cost him his license to teach Catholic theology and has led many to brand him a heretic. As the 85-year-old suffers from Parkinson’s disease and other ailments, he watches the church under Pope Francis contemplate many of the reforms he has long championed. He recently sat down with SPIEGEL for a wide-ranging conversation about his life and hopes for the future of the church.

“Ich hänge nicht an diesem Leben”
Im Vatikan findet zurzeit jene Revolution statt, für die Hans Küng ein Leben lang gekämpft hat. Doch der Theologe ist am Ende seiner Kräfte und kann nur noch zuschauen. Ein Gespräch über den katholischen Frühling und die Hölle auf Erden.

Leia Mais:
Hans Küng

O Jesus zelota de Reza Aslan

Há um livro circulando por aí, e é possível que você tropece nele. Daí ser bom saber um pouco mais da polêmica que ele suscitou.

ASLAN, R. Zelota: A vida e a época de Jesus de Nazaré. Rio de Janeiro: Zahar, 2013, 304 p. – ISBN 9788537811528.

O original, em inglês: ASLAN, R. Zealot: The Life and Times of Jesus of Nazareth. New York: Random House, 2013, 333 p. – ISBN 9781400069224.

Tanto o original quanto a tradução brasileira existem para Kindle na Amazon.com.br e, em outros formatos, em outras lojas. Clique no link comprar e-book, na página do livro na Zahar, para ver as várias opções.

 O livro foi publicado no meio do ano nos Estados Unidos e, no fim de novembro, aqui.

Visite o site do autor e, em seguida, leia:

:: Um muçulmano conta a história de um Jesus rebelde – Notícias: IHU On-Line – 14/08/2013

:: O outro Jesus. Entrevista com Reza Aslan – Notícias: IHU On-Line – 08/12/2013

:: “Zombie Claims” and Jesus the “Zealot” – Larry Hurtado: Larry Hurtado’s Blog – August 15, 2013

:: Another Review of Aslan’s Jesus Book – Ben Witherington: The Bible and Culture – October 22, 2013

:: A Usually Happy Fellow Reviews Aslan’s Zealot – Le Donne: The Jesus Blog – July 31, 2013

Dizem que o livro de Reza Aslan é bem escrito, mas, estudiosos do tema alertam para as muitas inconsistências presentes na obra.

Larry Hurtado diz que alguns temas parecem ter características de zumbis: não importa quantas vezes você os mate, eles sempre voltam…

(…) I call these “zombie claims”:  No matter how often you kill ‘em off with the facts, they come back again, typically after sufficient years have passed that the news media will have forgotten the previous appearance(s) (and the memory of today’s news media is impressively short). Indeed, in today’s world of internet and e-communication, such zombie claims get a new life rather quickly, and get buzzed around the world almost overnight. The latest zombie claim to come to my attention (at least in my field) is pushed in Zealot: The Life and Times of Jesus of Nazareth, by Reza Aslan.

Bíblia de Gutenberg está na web

Bíblia de Gutenberg é digitalizada –  Book Reader: 03/12/2013

Bíblias antigas e textos bíblicos das bibliotecas Bodleian [da universidade de Oxford] e do Vaticano foram digitalizados e disponibilizados para o público pela primeira vez. O primeiro livro impresso da Europa, a Bíblia de 1455 de Gutenberg, é um dos textos agora acessíveis no site do projeto liderado por Oxford e a cidade do Vaticano. O projeto, de 2 milhões de libras, vai digitalizar 1,5 milhão de páginas nos próximos 3 anos. Uma seleção de livros hebraicos e gregos também serão contemplados no projeto, que prevê também a digitalização de obras de Homero, Sófocles, Platão e Hipócrates, em uma fase mais avançada do projeto.

Polonsky Foundation Digital Project: A Collaboration Between the Bodleian Libraries and the Biblioteca Apostolica Vaticana 

The Bodleian Libraries of the University of Oxford and the Biblioteca Apostolica Vaticana (Vatican Library) have joined efforts in a landmark digitization project with the aim of opening up their repositories of ancient texts. Over the course of the next four years, 1.5 million pages from their remarkable collections will be made freely available online to researchers and to the general public.

The initiative has been made possible by a £2 million award from the Polonsky Foundation. Dr Leonard Polonsky, who is committed to democratizing access to information, sees the increase of digital access to these two library collections — among the greatest in the world — as a significant step in sharing intellectual resources on a global scale.

Dr Polonsky said: ‘Twenty-first-century technology provides the opportunity for collaborations between cultural institutions in the way they manage, disseminate and make available for research the information, knowledge and expertise they hold. I am pleased to support this exciting new project where the Bodleian Libraries and the Biblioteca Apostolica Vaticana will make important collections accessible to scholars and the general public worldwide.’

The digitization project will focus on three main groups of texts: Hebrew manuscripts, Greek manuscripts, and incunabula, or 15th-century printed books. These groups have been chosen for their scholarly importance and for the strength of their collections in both libraries, and they will include both religious and secular texts. For the launch of the project, however, the two libraries have focused on bringing to light a smaller group of Bibles and biblical commentaries, each of which has been chosen for its particular historical importance.

The first MSS were now put on-line, among which are “the two-volume Gutenberg Bibles from each of the libraries, an illustrated 11th century Greek bible [LXX] and a beautiful 15th-century German bible, hand-colored and illustrated by woodcuts.