Morreu meu colega Francisco de Assis Correia

Atualizado em

Morreu hoje, por volta das 3 horas, no Hospital São Francisco, em Sertãozinho, SP, aos 71 anos, meu colega padre Francisco de Assis Correia. A missa de exéquias será realizada às 15 horas, na Catedral Metropolitana de Ribeirão Preto. Em seguida ocorrerá o sepultamento em Jardinópolis, sua terra natal.

Francisco de Assis Correia em 01.02.2010 (1944-2016)

 

Chico ou Chicão, como sempre o chamamos, foi meu contemporâneo no Colégio Pio Brasileiro, em Roma. Quando comecei a graduação em Teologia, em outubro de 1970, ele estava no último ano. Estudávamos na Pontifícia Universidade Gregoriana. Foi meu diretor e colega no CEARP, onde lecionou Teologia Sistemática por muitos anos.

No Pio Brasileiro ficou célebre o chá que ele oferecia por volta das 22h00 e ao redor do qual alguns de nós nos reuníamos, após mais um dia de aulas e estudos, para uma hora de descontração.

Uma grande perda para todos nós.

 

Veja uma breve biografia de Francisco de Assis Correia na página da Arquidiocese de Ribeirão Preto.

Padre Francisco de Assis Correia nasceu em Jardinópolis (SP), aos 10 de outubro de 1944. Foram seus pais Ciniro Corrêa e Zulmira Pedro Corrêa.

Foi batizado na igreja matriz de Jardinópolis no dia 22 de outubro de 1944, pelo padre Felipe Maria Garzoni e, na mesma igreja, foi crismado por Dom Manuel da Silveira D’Elboux, segundo Bispo Diocesano de Ribeirão Preto, no dia 22 de setembro de 1946. Nesta mesma igreja fez a 1a Eucaristia, no dia 12 de junho de 1952.

Fez o curso primário no Grupo Escolar Américo Sales Oliveira (1952-1956)

Ingressou no Seminário Diocesano Maria Imaculada, em Ribeirão Preto, em 1957, onde fez o curso de admissão e o ginasial; o clássico, no Seminário Arquidiocesano Maria Imaculada, em Brodowski (1962-1964).

Cursou a Filosofia no Seminário Central da Imaculada Conceição do Ipiranga, em São Paulo, capital, de 1965 a 1967 (depois, fez a complementação filosófica, recolhimento na então Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Mogi das Cruzes, em 1972, obtendo diploma de licenciado em Filosofia, registrado na USP, sob o número 964557).

Cursou a Teologia na Universidade Gregoriana de Roma, Itália, onde obteve o bacharelado (1967-1969) e o mestrado em Teologia (1969-1971).

Ai também frequentou o curso de extensão universitária intitulado: Introdução aos Problemas Pastorais de Comunicação Social, promovido pelo Instituto de Ciências Sociais da Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma, em 1968, com certificado.

Em 18 de setembro de 1969, recebeu a tonsura na capela da residência arquiepiscopal de Ribeirão Preto, das mãos de Dom Frei Felício Cesar da Cunha Vasconcellos, OFM; as ordens menores, na igreja matriz de Jardinópolis, no dia 22 de setembro de 1969, das mãos de Dom Bernardo José Bueno Miele; o subdiaconato, na capela do Colégio Pio Brasileiro, no dia 19 de abril de 1970, das mãos de Dom Clemente José Carlos Isnard, OSB; o diaconato, na capela do Colégio Pio Latino-Americano, no dia 7 de maio de 1970, das mãos do Cardeal Ladislau Ruhin (polonês); e o presbiterato, no dia 9 de outubro de 1971, na capela do colégio Sagrado Coração de Jesus, em Jardinópolis, das mãos de Dom Bernardo José Bueno Miele.

Doutorou-se em Filosofia pela UNICAMP, em 3 de setembro de 1993, com a tese: A alteridade como critério fundamental e englobante da Bioética. Foi professor no Departamento de Enfermagem Psiquiátrica e Ciências Humanas da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (USP) e membro do Centro de Memória e da Comissão de Ética da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto/USP

Na Arquidiocese de Ribeirão Preto exerceu os seguintes serviços: Foi Vigário Cooperador do Curado da Catedral de Ribeirão Preto (1971-1986); Capelão da USP (1976); 1o. Pároco da Paróquia Santa Teresa D’Ávila, no Jardim Recreio, Ribeirão Preto (1987-1989); Vigário Paroquial da Paróquia Nossa Senhora do Rosário (1986 trabalho junto ao Campus da USP); Pároco da Paróquia Santo Antônio de Pádua, em Bento Quirino, São Simão (1989-1990); Pároco da Paróquia Imaculada Conceição, em Dumont (1990-1992) e Pároco da Paróquia São Pedro Apóstolo, no Ipiranga, Ribeirão Preto (1992-2005).

Foi Diretor do Centro de Estudos da Arquidiocese de Ribeirão Preto (CEARP) por três vezes.

Por motivo de saúde, deixou a paróquia São Pedro Apóstolo, no dia 30 de junho de 2005. Foi declarado pároco emérito em 04 de julho de 2005 por Dom Arnaldo Ribeiro.

Em 19 de março de 2007, foi nomeado cônego catedrático do Cabido Metropolitano de Ribeirão Preto, por Dom Joviano de Lima Junior, sss.

Cônego Francisco deixa vastíssima contribuição histórica para a Arquidiocese ao escrever artigos e livros: A primeira (1983) e segunda (2000) edições do livro: História da Arquidiocese de Ribeirão Preto (1908-2008); A Pequena do Nascimento e o Bom Jesus da Lapa (2005); História do Seminário Maria Imaculada de Brodowski (2005); Policopiados: Léxico das Circunscrições Eclesiásticas do Brasil (1551-2001); Dom Mousinho e a Assembleia de Goiânia CNBB; Artigos de Dom Luis: Vol. 1 1952-1954; Vol II 1955-1957; Vol. III 1958-1962.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário