Todos os downloads em uma mesma página

Atualizado em

 >> Última atualização: 17.04.2019 – 11h15

Esta é a intenção do que estou fazendo: colocar todos os links para textos ou softwares relacionados ao mundo bíblico e disponíveis para download em uma única página.

:: Quais downloads?
Livros, estudos e artigos sobre a Bíblia, textos originais e traduções antigas e modernas da Bíblia, programas gratuitos para estudos bíblicos.

:: A condição?
Somente textos que tenham sido mencionados, comentados ou recomendados na Ayrton’s Biblical Page ou no Observatório Bíblico.

:: A razão?
Facilitar o acesso ao material disponível, que acaba disperso no site e, muito mais, no biblioblog.

:: Como está estruturada a página?
Há várias informações nesta página:
. ícone que indica o tipo de arquivo
. título que indica o assunto
. quantidade de arquivos
. número de downloads desde 12 de setembro de 2011
. tamanho do arquivo
. descrição do conteúdo com link que remete a texto mais detalhado
. uma categoria que indica o tipo de material
. data da última atualização
. link para download

:: Atualização da página
 A página de downloads foi completamente remodelada em 17.04.2019.

Clique na página Downloads.

Print Friendly, PDF & Email

3 comentários em “Todos os downloads em uma mesma página”

  1. Existem na Bíblia passagens conflitantes entre o Velho e Novo Testamento e de difícil conciliação. Partindo-se do princípio que Deus é eterno onde na eternidade não há matéria, nem espaço e nem tempo, Deus não muda de opinião. Correto? Contudo, há uma discrepância quando lemos no Velho Testamento, em Levítico 20, 10-21 quando Iahweh, Deus, condena a morte aqueles que praticarem atos pecaminosos, em Números 15, 35 lê-se “Iahweh disse a Moisés: ”Tal homem deve ser morto. “Toda a comunidade o apedrejará fora do acampamento”. Em Deuteronômio está escrito: “E todos os homens da cidade o apedrejarão até que morra”. No Novo Testamento Jesus, a Segunda Pessoa da Santíssima Trindade tomando a forma humana tem um prosseguimento totalmente diverso, em São João capítulo 8 versículos de 3 a 5 lê-se que quando os fariseus estavam prestes a iniciar o apedrejamento de uma mulher surpreendida em adultério Jesus se aproxima deles e pronuncia a célebre frase: “ Quem não tiver pecado que atire a primeira pedra” e nenhum dos fariseus iniciou a execução da condenada. Depois disso Jesus acolheu a pecadora e pediu-lhe que não tornasse a pecar. A prática da morte por apedrejamento é uma condenação ainda em alguns países muçulmanos e é abominada por todos os países civilizados do mundo.
    Eu não sei se alguém poderia me dar uma explicação sobre isto. Não é fácil!
    José Carlos de Castro Rios — São Paulo – SP.
    jc.rios@globo.com

  2. Por alguma razão, que ainda não descobri e, por isso, ainda não pude resolver o problema, desde o dia 17 de dezembro de 2013 a página de "downloads" deixou de mostrar o número de downloads na coluna da direita. Mas os downloads continuam funcionando normalmente e, na página de administração, eu tenho a contagem deles. Qualquer dia destes, conseguirei fazer os números aparecerem novamente.

  3. Olá, José Carlos! Na cultura israelita o apedrejamento por desobediência funcionou por muito tempo, e nos dias de Jesus parece não ter sido diferente. Mas se não era diferente, então por que a mulher não foi apedrejada? Bem, eu posso apresentar algumas razões, que podem ou não convincentes: (1) a mulher não adulterou sozinha e, neste caso, para se fazer justiça à lei, ambos os infratores deveriam ser penalizados (Lv 20.10; Dt 22. 23, 24); (2) se Jesus consentisse no apedrejamento da mulher, não seria esta uma boa razão (e ocasião) para acusá-lo às autoridades romanas, uma vez que somente ela poderia penalizar/decretar alguém à morte? (Jo 18.31; Lc 20.25); (3) "Aquele que não tiver pecado que atire a primeira pedra…". Ou seja, ninguém deveria ter participação no pecado dela (o que a levou ao adultério? Não teria sido uma "armação proposital" deles mesmos, os fariseus?); (4) toda essa história pode jamais ter acontecido, porque parece tratar-se de uma "grande" variante de texto segundo os eruditos em crítica textual. Verifique se em sua Bíblia o texto de João 7.53 a 8.11 está entre colchete ([ ]). Isso indica que o relato não consta nos manuscritos mais primitivos. Espero ter ajudado.

Os comentários estão encerrado.