Hermenêutica Bíblica e Teologia Fundamental

GASDA, E. E. (org.) Sobre a Palavra de Deus: Hermenêutica bíblica e Teologia fundamental. Petrópolis: Vozes, 2012, 312 p. – ISBN 9788532642974.

Com rigor e profundidade, dezenove autores das mais diversas áreas da ciência teológica abordam temas nucleares, como a relação entre Exegese e Teologia, Cultura e Revelação, Liturgia e Espiritualidade, Ética e Pastoral. Uma amostra concreta de como a leitura atenta e respeitosa da Palavra de Deus enriquece a fé e a práxis do ser cristão. Em poucas obras desta índole se encontra uma combinação de autores tão qualificados pertencentes a diversas áreas da teologia, oriundos de distintas instituições acadêmicas. Esta integração garante o caráter aberto das reflexões apresentadas neste livro.

Este livro homenageia Johan Konings por ocasião de seus 70 anos.

Conky para Windows?

Não existe nada tão interessante como o Conky, mas o Desktop Info é o que mais se aproxima.

Outros possíveis são: Rainmeter, Samurize, Sysmetrix, XWidget, Prism Hud, AveDesk…

Experimente digitar no Google “Conky para Windows” (sem as aspas) e veja as possibilidades.

Algumas informações úteis podem ser vistas aqui e aqui.

Resenhas na RBL: 15.03.2012

As seguintes resenhas foram recentemente publicadas pela Review of Biblical Literature:

Peter Altmann
Festive Meals in Ancient Israel: Deuteronomy’s Identity Politics in Their Ancient Near Eastern Context
Reviewed by Stephen A. Reed

Wes Howard-Brook
“Come Out My People!”: God’s Call Out of Empire in the Bible and Beyond
Reviewed by Matthew Forrest Lowe

Mary L. Coloe and Tom Thatcher, eds.
John, Qumran, and the Dead Sea Scrolls: Sixty Years of Discovery and Debate
Reviewed by John Painter

Catherine Gunsalus González
1 and 2 Peter and Jude
Reviewed by Peter H. Davids

Martin Hallaschka
Haggai und Sacharja 1-8: Eine redaktionsgeschichtliche Untersuchung
Reviewed by Lena-Sofia Tiemeyer

Murray J. Harris
Colossians and Philemon
Reviewed by Michael F. Bird

Thomas Kazen
Jesus and Purity Halakhah: Was Jesus Indifferent to Impurity?
Reviewed by Kevin McCruden

Tod Linafelt, Claudia V. Camp, and Timothy Beal, eds.
The Fate of King David: The Past and Present of a Biblical Icon
Reviewed by Dr. Ilse Muellner

E. A. Myers
The Ituraeans and the Roman Near East: Reassessing the Sources
Reviewed by Mark A. Chancey

Adam Winn
Mark and the Elijah-Elisha Narrative: Considering the Practice of Greco-Roman Imitation in the Search for Markan Source Material
Reviewed by Dean Deppe

>> Visite: Review of Biblical Literature Blog

Resenhas na RBL: 08.03.2012

As seguintes resenhas foram recentemente publicadas pela Review of Biblical Literature:

Jennifer G. Bird
Abuse, Power and Fearful Obedience: Reconsidering 1 Peter’s Commands to Wives
Reviewed by Torrey Seland

Terence E. Fretheim
Creation Untamed: The Bible, God, and Natural Disasters
Reviewed by Norman Habel

John Goldingay
Old Testament Theology: Volume 3: Israel’s Life
Reviewed by Ovidiu Creanga

Naomi Koltun-Fromm
Hermeneutics of Holiness: Ancient Jewish and Christian Notions of Sexuality and Religious Community
Reviewed by J. Edward Walters

Scot McKnight
The Letter of James
Reviewed by James P. Sweeney

Michaël N. van der Meer, Percy van Keulen, Wido van Peursen, Bas Ter Haar Romeny, eds.
Isaiah in Context: Studies in Honour of Arie van der Kooij on the Occasion of His Sixty-Fifth Birthday
Reviewed by Mayer Gruber

Rodrigo J. Morales
The Spirit and the Restoration of Israel: New Exodus and New Creation Motifs in Galatians
Reviewed by Sigurd Grindheim

David Norton
The King James Bible: A Short History from Tyndale to Today
Reviewed by David G. Burke
Reviewed by John Engle

Vernon K. Robbins
Sea Voyages and Beyond: Emerging Strategies in Socio-rhetorical Interpretation
Reviewed by Dennis R. MacDonald

>> Visite: Review of Biblical Literature Blog

Não deixe cair a profecia, disse Dom Helder

“Não deixe cair a profecia!” Essa foi a última palavra que Dom Helder Câmara, já nos seus últimos dias de vida, disse a Marcelo Barros, monge que por muitos anos o assessorara para assuntos ecumênicos.

Este livro foi escrito como um modo de cumprir aquele pedido. Em estilo leve de uma conversa entre pessoas amigas, Marcelo se dirige especialmente aos jovens e leitores que não puderam conhecer diretamente Dom Helder, lembrando as experiências de convívio e a colaboração pastoral vividas com esse grande profeta. A leitura dirige-se a toda pessoa que deseje refletir sobre a herança de Dom Helder para a humanidade do século XXI.

BARROS, M. Dom Helder Câmara: Profeta para os nossos dias. São Paulo: Paulus, 2011, 224 p. – ISBN 9788534905015

Israel x Irã

Nós: ontem e amanhã. E hoje? Leia:

:: Israel versus Irã: Apocalipse now! (1ª parte) – Luiz Alberto Moniz Bandeira: Carta Maior 16/03/2012
Mesmo com o respaldo da esquadra, estacionada no Golfo Pérsico, e a participação de tropas dos Estados Unidos, uma guerra contra o Irã, desencadeada por Israel, seria uma guerra extremamente difícil e sangrenta. Um ataque de Israel ao Irã mataria milhares de civis e arrasaria cidades, sem garantia de destruir completamente o programa de enriquecimento de urânio. Por outro lado, o Irã logo retaliaria com uma chuva de mísseis, provocando milhares de mortes em Israel.

:: Israel x Irã: O espraiamento do conflito (2ª parte) – Luiz Alberto Moniz Bandeira: Carta Maior 17/03/2012
Uma guerra entre os dois países, além de massacrar, possivelmente, milhares de árabes e israelenses, bem como norte-americanos, elevaria o preço do gás e do petróleo a um nível inimaginável, catapultado para uma cifra superior a US$ 250, ou mesmo chegar US$ 500 o barril, interrompendo o comércio e causando um cataclismo na economia mundial, já abalada e deprimida, desde 2007-2008, pela crise do sistema financeiro, a partir do colapso do Lehman Brothers e outras corporações.

Nós, ontem

:: Our human ancestors and their relatives in pictures – The Guardian: 14 March 2012
A potential new species of human, dubbed the Red Deer Cave people, has been discovered in China, adding another branch to the evolutionary tree of hominids.

:: Meet the other ancestors – The Independent: 15 March 2012
There was a time when our own species, Homo sapiens, shared the same non-African landscapes with at least four other human species until each in turn became extinct, allowing just one type of human to dominate the globe.

:: Homem pré-histórico na China pode ser de nova linhagem humana – Folha.com: 14/03/2012
Eles eram baixos, tinham o rosto achatado e dentes molares grandes, se alimentavam com carnes de veado, mas o crânio estava mais para um parecido com o dos homens modernos. “Eles”, no caso, são os homens pré-históricos que viveram de 11.500 a 14.300 anos atrás (quando a agricultura ainda estava nos seus primórdios), cujos fósseis estavam em uma região a sudoeste da China, em Maludong (Caverna do Veado Vermelho). Mais especificamente em duas cavernas.

:: Plenty of coverage of a potential new ancestor – for now, referred to as the Red Deer Cave people – Explorator 14.48 March 18, 2012

O veredicto do caso Oded Golan

Oded Golan foi absolvido das acusações de falsificação e fraude no caso do Ossuário de Tiago. Robert Deutsch foi absolvido de todas as acusações. Mas isto não quer dizer que a inscrição do ossuário seja autêntica.

Hoje o juiz israelense Aharon Farkash absolveu Oded Golan das acusações de falsificação e fraude no caso do Ossuário de Tiago, fundado em dúvida razoável. Considerou-o culpado apenas de três acusações menores por violar a Lei de Antiguidades e por posse de artefatos antigos roubados.

O juiz, entretanto, deixou claro que esta não é uma decisão sobre a autenticidade ou interpretação da inscrição do Ossuário de Tiago, questões que só podem ser determinadas por especialistas.

Judge Farkash said the prosecution had failed to prove any of the serious charges against Mr. Golan and acquitted him on all but three minor charges of illegal antiquities dealing and possession of stolen antiquities. Robert Deutsch, a co-defendant, was acquitted on all charges. The judge wisely emphasized that this was not a ruling on the authenticity or interpretation of the James Ossuary inscription, issues that can only be determined, if at all, by specialists.

Response of the IAA to the Verdict by the Jerusalem District Court in the Matter of the Forgeries
(…) During the trial the judge was presented with the conclusions of an expert committee of the Israel Antiquities Authority and the universities, which unequivocally established that the finds are forgeries. The court had to decide professional issues in the field of archaeology, which are not frequently heard in a court of law. Because a person’s guilt must be proved beyond a reasonable doubt in a criminal trial, Golan was acquitted. However, the judge did emphasize that it was not possible to determine that the finds presented in the trial – including the ossuary and the “Jehoash inscription” – are not forgeries…

Breaking News: Golan and Deutsch Acquitted of All Forgery Charges

Forgery Allegations Dismissed by James Ossuary Trial Verdict

Biblical Archaeology Society Staff – 03/14/2012

On March 14, Jerusalem Judge Aharon Farkash found defendants Oded Golan and Robert Deutsch not guilty of all charges of forgery. The judge stated that there is no evidence that any of the major artifacts were forged, and that the prosecution failed to prove their accusations beyond a reasonable doubt. The alleged forgeries include the famous James Ossuary, whose inscription reads “James, son of Joseph, brother of Jesus.” The judge also found there was no clear evidence that several other ancient artifacts, including the “Three Shekels” ostracon, the “Widow’s Plea” ostracon and the Jehoash tablet, had been forged. While all of the major charges were dismissed on grounds of lack of evidence of forgery, others were dropped due to the statute of limitations. However, Golan was found guilty of trading in antiquities without a permit and another minor charge. Deutsch was acquitted on all counts. Oded Golan will be sentenced on December 23, 2012.

Leia Mais:
Response of the IAA to the Verdict by the Jerusalem District Court in the Matter of the Forgeries
Eric Meyers’ reaction to the verdict in the forgery trial in Israel – The ASOR Blog
Verdict in the James Ossuary Trial: Not Guilty on All Counts – James F. McGrath
Israel Forgery Trial verdict – Jim Davila

Novos desafios para o cristianismo: a contribuição de Comblin

No site da Adital, Eduardo Hoornaert diz em 07/03/2012:

Comunico a quem tiver interesse que no dia 20 de março próximo – no mais tardar – sairá do prelo da editora Paulus o livro Novos desafios para o cristianismo: a contribuição de José Comblin. A intenção é dinamizar a reflexão a partir da contribuição de um dos mais importantes teólogos que atuaram na América latina nos últimos decênios. Participante, desde as primeiras horas, da teologia da libertação, Comblin nunca deixou de ser ao mesmo tempo crítico e concretamente envolvido em trabalhos em prol da causa dos pobres neste continente, até os últimos dias da vida.

Estão sendo programados diversos lançamentos do livro por ocasião do primeiro aniversário da morte de José Comblin que ocorre no dia 27 de março próximo. Em Belo Horizonte haverá um lançamento capitaneado por Dom José Maria Pires, arcebispo emérito da Paraíba, que acolheu a experiência pedagógica de Comblin e lhe deu sempre seu apoio. Outros lançamentos são previstos, imagino, em João Pessoa, Recife e Salvador. Há talvez outros lugares. Além disso prepara-se uma edição do livro em espanhol pelo DEI (Departamento de Estudos e Investigações) de Costa Rica, que também deve sair em breve. Incluo aqui em anexo dois textos breves que ajudam a conhecer o conteúdo do livro:

. uma listagem dos capítulos
. uma apresentação dos autores

Novos desafios para o cristianismo: a contribuição de José Comblin

Coordenação: Eduardo Hoornaert

Introdução. Criticidade e compromisso

1. Carlos Mesters: Carta Aberta
2. Pablo Richard: Movimento bíblico no povo de Deus e crise irreversível da igreja hierárquica
3. Ivone Gebara: Visibilidade e invisibilidade das mulheres na vida e obra de José Comblin. Um breve esboço
4. Marcelo Barros: O processo bolivariano e a contribuição de José Comblin
5. Sebastião Armando Gameleira Soares: ‘É preciso começar tudo de novo’
6. François Houtart: José Comblin e os novos desafios da teologia da libertação: a relação com a natureza
7. Luiz Carlos Susin: José Comblin, um mestre da libertação
8. Jung Mo Sung: Tarefas inacabadas das gerações, o reino de Deus e o novo império

Apresentação dos autores do livro ‘Novos desafios para o cristianismo: a contribuição de José Comblin’

 

  • Frei Carlos Mesters é frade carmelita. Ajudou na criação do CEBI, Centro ecumênico de estudos bíblicos. Gosta de trabalhar com a bíblia junto ao povo nas comunidades eclesiais de base
  • Pablo Richard nasceu no Chile. Tem licenciatura em Sagradas Escrituras pelo Pontifício Instituto Bíblico de Roma (1967-1969) e é doutor em Sociologia da Religião pela Sorbonne (Paris, 1975-1978). Trabalha no Departamento de Estudos e Investigações (DEI) em Costa Rica e tem quarenta anos de dedicação ao movimento bíblico popular na América latina e no Caribe
  • Ivone Gebara, escritora e assessora de movimentos sociais, e professora de teologia e filosofia e membro da Congregação das Irmãs de Nossa Senhora, aluna e amiga de José Comblin
  • Marcelo Barros, monge beneditino, biblista e escritor, é assessor de comunidades eclesiais de base e movimentos populares. Tem 40 livros publicados no Brasil e alguns em outros países. Está pesquisando atualmente o desafio do bolivarianismo para a teologia da libertação
  • Sebastião Armando Gameleira Soares, originário de Alagoas, fez estudos universitários na Europa (teologia, ciências bíblicas, filosofia, sociologia) e no Brasil (direito). Foi professor do Instituto de Teologia do Recife (1973-1982) e, durante 25 anos, assessor e coordenador do Centro Ecumênico de Estudos Bíblicos (CEBI). Desde 2006 é bispo da diocese anglicana do Recife
  • François Houtart, sacerdote católico e sociólogo renomado, professor emérito da Universidade de Lovaina (UCL, Bélgica) e fundador do Centro Tricontinental (CETRI), ligado à mesma universidade. Uma figura bem conhecida no movimento altermundista
  • Frei Luiz Carlos Susin, frade capuchinho, é doutor em teologia, professor na PUCRS e na ESTEF (Porto Alegre), membro fundador e ex-presidente da SOTER, além de membro da direção editorial da Revista Concilium
  • Jung Mo Sung é professor no programa de pós-graduação em Ciências da Religião da Universidade Metodista de São Paulo. Atualmente exerce também a função de diretor da Faculdade de Humanidades e Direito da mesma universidade. É doutor em ciências da religião e tem estudos pós-doutorais em educação. Autor de inúmeros artigos e 17 livros
  • Eduardo Hoornaert é historiador. Colaborou por muitos anos na elaboração de uma história do cristianismo na América latina e no Caribe e atualmente estuda os primeiros escritos cristãos

Atualização: 27/03/2012
HOORNAERT, E. (org.) Novos desafios para o Cristianismo: a contribuição de José Comblin. São Paulo: Paulus, 2012, 176 p. – ISBN 9788534933360.

Leia Mais:
Morreu o teólogo José Comblin
Depoimentos sobre José Comblin: 1923-2011