Recursos para estudo do hebraico e aramaico

Acabei de ver o post de John F. Hobbins, Little Known Online Resources for Students of Hebrew and Aramaic, em seu blog Ancient Hebrew Poetry:

Para um estudo introdutório de aramaico, vá para Introductory Lessons in Aramaic, curso escrito por Eric Reymond, da Universidade de Michigan, Ann Arbor, MI, USA.

E já que está na área, aproveite e leia sobre fontes Unicode para o grego, apontadas por Mark Vitalis Hoffman no post SBL Greek Unicode Font Released em seu blog Biblical Studies and Technological Tools.

A prisão de Raphael Golb

Raphael Haim Golb, de 49 anos, filho de Norman Golb, foi preso ontem, dia 5, em Nova York, acusado, entre outras coisas, de roubo de identidade e uso criminoso de nomes falsos para desacreditar pesquisadores contrários às teorias de seu pai, Norman Golb, sobre os Manuscritos do Mar Morto.

Manhattan District Attorney Robert M. Morgenthau today announced the arrest of a 49-year-old man for creating multiple aliases to engage in a campaign of impersonation and harassment relating to the Dead Sea Scrolls and scholars of opposing viewpoints. The defendant, RAPHAEL HAIM GOLB, was arrested on charges of identity theft, criminal impersonation and aggravated harassment. The crimes in the Criminal Court Complaint occurred during the period of July to December of 2008 (Fonte: District Attorney – New York County: News Release – March 5, 2009).

El hijo de un experto en los rollos del Mar Muerto suplantó a otros peritos para acrecentar las opiniones de su padre sobre los documentos de 2.000 años de antigüedad, informaron el jueves fiscales de Nueva York. Durante un período se seis meses en el 2008, Raphael Haim Golb, cuyo padre Norman Golb es un profesor de historia judía en la Universidad de Chicago, creó decenas de seudónimos en internet con nombres de expertos reconocidos en temas sobre los rollos del Mar Muerto (…) Rapahel Golb fue acusado de suplantación de identidad, personificación criminal y acoso agravado, y podría cumplir hasta cuatro años de cárcel de ser declarado culpable (Fonte: Reuters América Latina – 5 de marzo de 2009).

Enquanto muitos especialistas defendem que os Manuscritos pertenciam a um grupo específico, possivelmente os essênios (mas não necessariamente), que morava na região do Mar Morto onde os textos foram descobertos, Norman Golb, professor da Universidade de Chicago, sempre procurou mostrar que os rolos são os escritos de diversos grupos do judaísmo antigo que ficavam guardados em bibliotecas de Jerusalém e que foram dali retirados pouco antes do ataque romano de 70 d.C. e levados para as grutas nas vizinhanças de Qumran. Está traduzido para o português seu conhecido livro Quem Escreveu os Manuscritos do Mar Morto? A Busca do Segredo de Qumran. Rio de Janeiro: Imago, 2004, 579 p. – ISBN 8531205174.

Embora tenha gerado muito debate, a proposta de Norman Golb nunca se impôs na área. Isto teria levado à atitude criminosa do filho Raphael Golb, que usou nomes de pesquisadores conhecidos para fazer comentários em blogs e enviar e-mails desairosos a quem não concordava com seu pai. E o quadro se agravou quando ele usou o nome e endereço de Lawrence Schiffman, professor da Universidade de Nova York e conhecido especialista no estudo dos Manuscritos do Mar Morto, para enviar e-mails a várias pessoas dizendo que seu trabalho era um plágio…

Se for considerado culpado, a pena prevista é de até 4 anos de prisão.

 

NY arrest in Dead Sea Scrolls row – BBC News: 6 March 2009

The son of an expert on the Dead Sea Scrolls has been arrested in New York, accused of trying to discredit one of his father’s academic rivals.

Police say Raphael Haim Golb, 49, set up an e-mail account in the name of Lawrence Schiffman, an academic at New York University.

Posing as Mr Schiffman, Mr Golb then allegedly sent messages around the university admitting to plagiarism.

He faces a charge of identity theft – which carries a four-year jail term.

Mr Golb has not yet hired a lawyer, prosecutors say.

The Dead Sea Scrolls consist of about 900 documents, including some of the earliest biblical texts, dating back about 2,000 years.

They were discovered near the Dead Sea in the 1940s and 1950s and have engendered heated debate ever since.

Mr Schiffman and other academics support the view that the scrolls were written by a group of ancient Jewish scholars called the Essenes.

Other academics, including the father of the accused, Norman Golb of the University of Chicago, believe the scrolls were compiled by a number of different Jewish sects.

As well as sending e-mails purporting to be from Mr Schiffman, Raphael Golb is also accused of using a series of aliases to harass academics and officials.

He also allegedly wrote blogs under assumed names accusing Mr Schiffman of plagiarism.

Mr Schiffman issued a statement after Mr Golb’s arrest thanking the authorities for taking action.

“Reasoned intellectual discourse relies on integrity,” the statement said.

“When an individual, in seeking to advance a particular view, engages in impersonation and falsehood, he or she undermines the precepts of higher inquiry.”

Leia Mais:
The Golb Arrest – Jim Davila, em PaleoJudaica
The Arrest of Raphael Golb – Mark Goodacre’s NT Blog

SOTER 2009: Religião, Ciência e Tecnologia


“O 22º Congresso Anual da SOTER investigará o tema Religião, Ciência e Tecnologia, e ocorrerá do dia 6 a 9 de julho de 2009, na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas), em Belo Horizonte- MG (…) O Congresso deste ano de 2009 pretende retomar o tema do ano anterior (“Sustentabilidade da Vida e Espiritualidade”) numa perspectiva mais ampla, servindo-nos de pesquisadores gabaritados que nos auxiliem a equacionar os reais desafios e prospectivas que influenciam reciprocamente os termos em questão: a experiência religiosa e sua pretensão de compreender e salvar o mundo, a lógica científica e sua contribuição às vezes aliada, às vezes adversária do pensamento religioso, e a tecnologia com sua ambivalente oferta de ajuda à humanidade e ao planeta. Um atrativo a mais para essa discussão serão as comemorações em 2009 do bicentenário de nascimento do naturalista inglês Charles R. Darwin e o sesquicentenário da publicação de seu livro A Origem das Espécies, que lançou a público a teoria da evolução, proposta um ano antes por ele e Alfred R. Wallace (…) Vivemos numa época paradoxal, em que o avanço tecnológico e o consequente esfriamento de certas práticas e convicções religiosas “convivem” lado a lado com neofundamentalismos de toda espécie. As comemorações, em 2009, dos 150 anos de “A origem das espécies” de Darwin certamente aguçarão essa discussão: de um lado, religiões que insistem em substituir o papel da ciência; de outro, cientistas adentrando ingenuamente o domínio da espiritualidade e do imaginário religioso. Ao se propor a investigar as relações entre religião, ciência e tecnologia, o 22º Congresso Anual da Soter pretende abordar um tema tão delicado quanto atual, que interessa não somente a religiosos mas também a filósofos, cientistas e todos aqueles que se preocupam em proporcionar às futuras gerações um lugar de convívio mais habitável entre as sociedades e a própria vida de nosso planeta” (Informações retiradas do site do Congresso SOTER 2009)

Programação

06 de julho
15h00 – Reunião da Diretoria
16h00 – Reunião com os Conselheiros Regionais

19h30 – Abertura Solene com Dom Walmor Oliveira de Azevedo – Arcebispo Metropolitano de Belo Horizonte e Prof. João Francisco de Abreu (Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da PUC Minas)

20h00 – Palestra “Religião, Ciência e Tecnologia” – Eduardo Rodriguez da Cruz – PUC-SP

07 de julho
08h30 – Humanismo, Ciência e Tecnologia – Luís Pinguelli Rosa (UFRJ)
10h30 – Abordagem teológica – Márcio Fabri dos Anjos e Fernando Altemeyer Jr.

14h00 – GTs/Comunicações:
1. Filosofia da Religião
2. Religião e Educação: Ensino Religioso
3. A Bíblia e suas leituras: orante, literária, popular e científica
4. Teologia, Universidade e Sociedade
5. Literatura, Arte e Religião
6. Gênero e Religião
7. Teologias Reformadas

16h30 – Reuniões das Regionais

19h30 – Panorama Teológico Contemporâneo: desafios Norte/Sul: Peter Casarella – DePaul University, Chicago, EUA

8 de julho
08h30 – Mito, religião e ciência: articulação de saberes – Hilton Japiassu
10h30 – Abordagem teológica: Joseph Comblin e Ivone Gebara

14h00 – GTs/Comunicações:
1. Religiões de ascendência africana e indígena
2. Cristianismo: história e contemporaneidade
3. Novos Movimentos Religiosos
4. Religião, ciência e tecnologia
5. Ciência, religião e pluralismo
6. Religião, Economia e Política
7. Interculturalidade
8. Desafios da Mística para a Teologia Contemporânea

18h00 – Assembleia da SOTER

20h00 – Espiritualidade e Confraternização

9 de julho
08h30 – Ciência e religiões na sua pretensão de salvar o planeta – Evaristo E. de Miranda
10h30 – Abordagem teológica: Eva Ap. Rezende de Moraes (PUC-Rio) e Luiz Carlos Susin (PUC-RS)
14h00 – Religião, Fé e Ciência: Recuperar a Esperança – João Batista Libânio (FAJE)

16h00 – Encerramento

Para informações mais detalhadas, visite o site do Congresso SOTER 2009

Paulo no mundo greco-romano

SAMPLEY, J. P. (org.) Paulo no mundo greco-romano: Um compêndio. São Paulo: Paulus, 2009, 608 p. – ISBN 9788534929318.


Esta obra é composta por duas dezenas de ensaios que procuram examinar como Paulo modifica e incorpora as convenções e práticas culturais e sociais de sua época para falar à sua audiência gentia.

Como acontece em qualquer obra produzida por vários autores, os ensaios tendem a ser desiguais em qualidade, mas, no conjunto, o mérito do livro é inegável, dizem as duas resenhas que li, uma em alemão, outra em inglês.

Resenhas feitas por Tobias Nicklas, da Universidade de Regensburg, Alemanha, e por Kate Donahoe, da Universidade St. Andrews, Escócia. Foram publicadas em 5 de fevereiro de 2005 na RBL.

O original, publicado em inglês em 2003, é:

SAMPLEY, J. P. (ed.) Paul in the Greco-Roman World: A Handbook. Harrisburg: Trinity Press International, 2003, xiv + 690 p. – ISBN 9781563382666.


Diz a editora Paulus sobre o obra:
Nos últimos anos, o campo dos estudos paulinos tem produzido novas e importantes leituras de Paulo e de suas cartas, examinando sua pessoa e suas cartas no contexto mais amplo do mundo greco-romano. Este livro singular representa uma contribuição significativa para esses estudos, reunindo, em um volume, ensaios escritos por especialistas em Paulo de fama mundial, sobre vários tópicos como honra/vergoha, patrono/cliente, pater familias, autodomínio, tribulações, atletismo/milícia, amizade/inimizade, recomendações, adoção, virtudes/ vícios, exemplificação, comparação retórica, vanglória, linguagem franca. adiaphora (coisas indiferentes), provérbios, escravidão, casa/família, educação e casamento/divórcio. Paulo no mundo greco-romano deverá ser consultado com grande proveito pelas pessoas interessadas em situar Paulo em seu mundo. Este livro nos obriga a pensar seriamente na relação entre cultura e o contexto na apresentação paulina do Evangelho, de um modo que faz juz à complexidade da questão. Não é apenas um valioso compêndio de pesquisa, mas um livro importante, que por si mesmo merece ser lido como uma séria contribuição aos estudos paulinos. J. Paul Sampley é Professor Emérito de Novo Testamento e Origens Cristãs da Universidade de Boston, USA.