Para Paulo há três caminhos para a salvação

É o que afirma Gabriele Boccaccini em novo livro.

BOCCACCINI, G. Paul’s Three Paths to Salvation. Grand Rapids, MI: Eerdmans, 2020, 182 p. – ISBN 9780802839213.

BOCCACCINI, G. Paul's Three Paths to Salvation. Grand Rapids, MI: Eerdmans, 2020“Não precisamos mais separar Paulo do judaísmo para reivindicar seu cristianismo”, escreve Gabriele Boccaccini, acrescentando que “nem precisamos separá-lo do movimento de Jesus para declarar seu judaísmo”. Com este princípio orientador, Boccaccini desvenda as implicações da “pertença” de Paulo simultaneamente ao judaísmo e ao cristianismo para chegar à conclusão de que há de fato três meios de salvação:

. Para os judeus, adesão à Torá
. Para os gentios, boas obras de acordo com a consciência e a lei natural
. Para todos os pecadores, perdão pela fé em Jesus Cristo

Os três caminhos para a salvação de Paulo é uma tentativa de reconciliar as muitas facetas da complexa identidade de Paulo, injustamente acusado de intolerância. O esforço de Boccaccini em restabelecer a figura de Paulo como um mensageiro da misericórdia de Deus para os pecadores é uma contribuição importante para o debate atual sobre o lugar de Paulo no mundo pluralista contemporâneo.

Gabriele Boccaccini é professor da Universidade de Michigan e autor de várias publicações sobre o Judaísmo do Segundo Templo e as origens cristãs. Ele é o fundador e diretor do Seminário Henóquico, um grupo acadêmico de especialistas internacionais dedicados ao estudo do Judaísmo do Segundo Templo, do Cristianismo e do Islamismo, que compartilham os resultados de suas pesquisas no campo e se reúnem para discutir temas de interesse comum.

 

“We no longer need to separate Paul from Judaism in order to claim his Christianness,” writes Gabriele Boccaccini, adding, “nor do we need to separate him from the early Jesus movement in order to state his Jewishness.” With this guiding principle Boccaccini unpacks the implications of Paul’s “belonging” simultaneously to Judaism and Christianity to arrive at the surprising and provocative conclusion that there are in fact three means of salvation:Gabriele Boccaccini, pesquisador ítalo-americano, nascido em 1958

. For Jews, adherence to Torah.
. For gentiles, good works according to conscience and natural law.
. For all sinners, forgiveness through faith in Jesus Christ.

Paul’s Three Paths to Salvation is an attempt to reconcile the many facets of Paul’s complex identity while reclaiming him from accusations of intolerance, and Boccaccini’s work in reestablishing the figure of Paul as a messenger of God’s Mercy to the sinners is an important contribution to the ongoing conversation about Paul’s place in the contemporary pluralistic world.

Gabriele Boccaccini is a professor at the University of Michigan and the author of numerous publications on Second Temple Judaism and Christian origins. He is the founding director of the Enoch Seminar, a forum of international specialists in early Judaism, Christianity, and Islam affiliated with the Society of Biblical Literature. In 2019, he was awarded knighthood by the president of Italy in recognition of his contribution to Italian culture in the world.

Print Friendly, PDF & Email

3 comentários em “Para Paulo há três caminhos para a salvação”

  1. Segundo esquema de Ken Wilber, no estudo cultural de visões de mundo de Jean Gebser (livro deste que disponho mas não o li ainda por completo, mas que o confirma), há gradativa visão diferenciada de mundo do mais simples para o mais complexo, que é corroborada por outros modelos psico-culturais de desenvolvimento humano, como a Dinâmica em Espiral.

    Entendo (para não dizer tenho certeza) pelo pouco trecho acima, que Gabriele Boccaccini, como a média dos teólogos, não atingiu ainda o segundo nível de estágio de consciência da Dinâmica em Espiral, ou o estágio integral de Jean Gebser. Daí – desculpe-me a expressão – a inteligência rasa dos escritos paulinos. Com o acesso ao nível integral, a hermenêutica bíblica dá giro de 180 graus. O tema da “salvação” adquire um novo sentido, e a teologia se torna mais fecunda e complexa.

  2. Airton, agradeço sua contribuição ao nos trazer mais dados do professor Gabriele Boccaccini.

    Ele é sem dúvida um teólogo de certa forma original, dentro do que eu chamaria provisoriamente de “ortodoxia”. Ele busca, numa leitura rasa minha, o ecumenismo, como é providência do estágio “pluralista”, que é pós-convencional na espiral da compaixão, e que é muito elogiável.

    Todavia, confirma ainda assim que ele não atingiu ainda o estágio integral, o que traria a ele maior profundidade de análise, entendo assim. Não que eu tenha, mas título acadêmico não me impressiona muito. Analiso as ideias e sua coerência.

    Para mim, o apóstolo Paulo inscreve no texto bíblico talvez a passagem mais bela e inspiradora entre relações do ser humano com o ser humano. Refiro-me aos Romanos, 12:9-21. E para muitas pessoas é de difícil cumprimento o que se prega ali.

    Onde está aí a intolerância? pois é estatuto perpétuo o que está ali. Ah, mas poderiam objetar, Paulo é, por exemplo, homofóbico, como em 1Coríntios, 6:9, e outras acusações. Os intérpretes não cogitam que Paulo extrai a condenação da lei levítica, 18:22, como amiúde faz da Torá.

    Mas é preciso – e eu não tenho estudo pronto ainda, e levará anos para o meu intento – que o que se deita com outro não são entes de mesma hierarquia (humano macho com outro humano macho de sexualidade corporal). A Torá é texto de fundo místico e assim Paulo o lê, como em passagens explícitas no mal denominado “Novo Testamento”. É texto de fundo alegórico que dita a relação do ego com o espiritual.

    Não sou apto a fazer críticas, até porque não sou tão ciente da Teologia como me expresso aqui em crítica. Entretanto, fico um pouco espantado com o panorama da “ortodoxia” teológica.

    Eu agradeço muito sua paciência. Aprendo bastante aqui. Estou estudando ainda suas indicações na postagem da Bíblia TEB – a diferença entre as traduções de equivalência dinâmica e equivalência formal, focadas por Johan Konings. Eu tenho muitos compromissos assumidos afora, mas vou dar conta das suas preciosas informações.

    Se eu publicar algo, o conhecimento que hauro aqui será devidamente creditado.

Deixe um comentário