Usando Aplicativos Portáteis – Portable Apps

O que são aplicativos portáteis?

Aplicativos portáteis são programas gratuitos, a maioria de código aberto [open source], que podem ser executados em qualquer computador com Windows, sem a necessidade de instalação formal, ou com uma instalação simples que lhes permita serem diretamente executados a partir de um dispositivo portátil. Esses programas, quando devidamente preparados, não criam entradas no registro do Windows, sendo, dessa forma, muito prático fazer a sua instalação em um pen drive e ter o programa pronto para ser utilizado em qualquer micro.

What is a portable application?

A portable app is a freeware program that you can carry around with you on a portable device and use on any Windows computer. When your USB flash drive, portable hard drive, iPod or other portable device is plugged in, you have access to your software and personal data just as you would on your own PC. And when you unplug the device, none of your personal data is left behind.

Estou aprendendo a fazer o meu pen drive com aplicativos portáteis em um Flash Memory Pendrive Kingston 2GB USB 2.0 DTI/2GB.

Há várias opções de sites com aplicativos portáteis, mas recomendo PortableApps.com. Confira também aqui.

 

 

Print Friendly, PDF & Email

7 comentários em “Usando Aplicativos Portáteis – Portable Apps”

  1. Há aplicativos do Google que são portáteis?
    Infelizmente não. Deixam rastros no computador usado? Sim. São Open Source? Não.

    Confira aqui, onde se diz, por exemplo: “Unfortunately, most of Google’s software is closed source, so it can’t be hosted on SourceForge.net for download. Further more, it’s bound to all be copyrighted, so it would make it eve harder for some of their software that is open source”.

    Saiba, portanto, que, ao usar a “Google Toolbar for Firefox”, como estou fazendo, está saindo, por sua conta e risco, da lógica da portabilidade…

  2. Sempre fica alguma coisa no computador em que se usa um pen drive? No sistema Windows, sempre. O importante é o aplicativo não deixar informações pessoais.

    Veja a explicação de John T. Haller do site PortableApps.com:

    What is really left behind with portable apps?

    John T. Haller – December 13, 2007 – 12:19pm

    “Windows itself will keep track of certain things and, if you’re not logged in as an admin, you can’t delete them. So, there’s no such thing as leaving nothing at all behind. The commercially available portable platforms all lie in their advertisements and on their websites and say things like ‘no trace’, etc even though they actually leave the usual registry entries, MUI Cache, prefetch files, etc. Heck, some of the commercial platforms make the ‘no trace’ claim and actually leave their own EXE files behind. The portable apps from here leave as little as possible… and the platform itself will have some improved options to ensure that some of the Windows bits are cleaned up when possible… but there’s a reason it’s listed as ‘no personal information left behind’ instead of ‘no trace’. Anyone claiming ‘no trace’ is trying to sell you something and lying in the process”.

  3. Como formatar um pen drive?

    O sistema de arquivo utilizado pelo pen drive é o FAT/FAT32. Veja o sistema de arquivos de seu pen drive no Windows XP, por exemplo, clicando em Ferramentas administrativas – Gerenciamento do computador – Gerenciamento de disco.

    Antes de instalar os aplicativos em seu pen drive, formate-o usando o sistema de arquivos FAT ou FAT32. Use as Ferramentas administrativas citadas acima, ou clique em Meu Computador e, em Dispositivos com armazenamento removível, clique com o botão direito do mouse em seu pen drive e em Formatar. Na caixa que se abre aparecem 5 opções: Capacidade [do pen drive em GB], Sistema de arquivos [FAT ou FAT32], Tamanho da unidade de alocação [Tamanho de alocação padrão], Rótulo do volume [se quiser dar um nome a seu pen drive] e Opções de formatação [deixe as caixas desmarcadas, em situação normal].

    Mas lembre-se: o FAT ou FAT16 é um sistema de arquivos que tem uma limitação de 2GB por partição. Assim, se você for formatar um pen drive de até 2GB, pode usá-lo. Embore use um cluster maior – e ocupe mais espaço em disco – tem um desempenho melhor. Mas se o seu pen drive tiver mais de 2GB é necessário usar o FAT32. O sistema de arquivos NTFS não é usual para formatação de pen drive.

    Mantenha desmarcada a caixa de formatação rápida, em Opções de formatação, pois ela serve apenas para limpar os dados de um dispositivo de forma eficaz.

    E antes de retirar seu pen drive da porta USB, sempre use a opção “Remover hardware com segurança”, do contrário poderá perdê-lo. Se quiser facilitar a operação use um pequeno programa chamado USBDeview. E tome cuidado com porta USB com polaridade invertida, pois queima o pen drive.

    Leia sobre as duas situações aqui e aqui.

    Leia mais aqui.

  4. Muito boas as dicas/sugestões! Parabéns! Mas me despertou um questionamento: Se a suite BrOffice.org é descendente da OpeOffice/StarOffice e está disponível em versão portátil, qual a necessidade/vantagem de instalar sobre ela a OpenOffice e realizar os procedimentos para que ela trabalhe em português? Osnaldo Moraes (Sem identidade Google/Blogger)

  5. EDUARDO

    Consegui uma suite do Office 2003 com Word, Excel e Powerpoint, é muito melhor que o Open completo e funciona direto no pen.

Deixe um comentário