Resenhas na RBL: 04.06.2014

As seguintes resenhas foram recentemente publicadas pela Review of Biblical Literature:

Elie Assis
The Book of Joel: A Prophet between Calamity and Hope
Reviewed by Stephen Breck Reid

John Granger Cook
Roman Attitudes toward the Christians: From Claudius to Hadrian
Reviewed by Warren Carter

Jason von Ehrenkrook
Sculpting Idolatry in Flavian Rome: (An)Iconic Rhetoric in the Writings of Flavius Josephus
Reviewed by Jeff Jay

John C. Endres
First and Second Chronicles
Reviewed by Michael Avioz

Jack R. Lundbom
Deuteronomy: A Commentary
Reviewed by Glen A. Taylor
Reviewed by Timothy M. Willis

Lukasz Niesiolowski-Spanò
The Origin Myths of Holy Places in the Old Testament: A Study of Aetiological Narratives
Reviewed by Ralph K. Hawkins

Peter R. Rodgers
Exploring the Old Testament in the New
Reviewed by Michael Labahn

Beth M. Sheppard
The Craft of History and the Study of the New Testament
Reviewed by Ken Olson
Reviewed by Joseph E. Sanzo

>> Visite: Review of Biblical Literature Blog

O complexo de vira-latas – The mongrel complex

Por “complexo de vira-latas” entendo eu a inferioridade em que o brasileiro se coloca, voluntariamente, em face do resto do mundo. Isto em todos os setores e, sobretudo, no futebol (Nelson Rodrigues).


By “mongrel complex” I call the inferiority in which Brazilians put themselves, voluntarily, before the rest of the world. This happens in all areas and, especially, in soccer (Nelson Rodrigues).

Nelson Rodrigues: Brasil vacila entre o pessimismo mais obtuso e a esperança mais frenética: Manchete Esportiva, 31/5/1958.

Confira o livro Somos o Brasil – Edição bilíngue, português-inglês, ebook Kindle, gratuito na amazon.com.br  e reproduzido em pdf em vários outros locais [digite no Google: Nelson Rodrigues e o complexo de vira-latas].

Tenho um amigo que é um dos tais brasileiros rubros de vergonha. Dizia-me: — “Junto da europeia, a nossa paisagem faz vergonha.” Mas ele dizia isso porque jamais olhara a nossa paisagem (Nelson Rodrigues).


I have a friend who is one of such Brazilians who are crimson with shame. He told me: — “In comparison with the European landscape, ours is a shame.” But he said that because he had never looked at our landscape (Nelson Rodrigues).

Nelson Rodrigues: Brasileiro, da cabeça aos sapatos : O Globo, 14/7/1966 – Esta crônica está no mesmo livro citado acima.

Sobre a polêmica atual gerada pelo ressuscitado complexo de vira-latas usado como arma política, confira:

Por causa da Copa, a velha mídia reforça “complexo de vira-latas” – Vermelho: 08/06/2014

Documentário: O Complexo de Vira-latas –  Dirigido por Leandro Carproni, produção da Cabrueira Filmes e Sem Cortes Filmes

Muitos blogs católicos são conservadores

Muitos blogs católicos são conservadores – Tanti blog cattolici sono conservatori

Por trás disso, também há partes da hierarquia que preferem… se expressar indiretamente em muitos blogs conservadores… — Dietro ci sono anche pezzi di gerarchia che preferiscono … esprimersi indirettamente sui tanti blog conservatori… (Marco Politi)

Isto merece um debate!

Francisco entre lobos

POLITI, M. Francesco tra i lupi: Il segreto di una rivoluzione. 2. ed.  Roma-Bari: Laterza, 2014, 260 p. – ISBN 9788858110799.

Um livro para se prestar atenção. Do experiente vaticanista Marco Politi.

A um ano da eleição, o papa ainda está bastante sozinho dentro da estrutura eclesiástica. Isso explica a sua extraordinária determinação. Ele goza de um consenso muito amplo entre os fiéis e na opinião pública agnóstica e não crente, mas na Cúria não se manifesta, por enquanto, um forte partido pró-Bergoglio. Ao contrário, há quem espere que o papa argentino seja uma exceção transitória… Um papa obtém obediência quase absoluta quando age ao longo dos trilhos da tradição. Se, ao invés, quer mudar e reformar, são infinitos os modos grandes e pequenos de lhe opor obstáculos… Os setores conservadores apontam para o desgaste do papa argentino, alavancam a fadiga que pode surgir com a repetição das suas exortações. Difundem o temor de que Francisco está construindo uma “outra Igreja”, saindo dos trilhos da tradição, da doutrina e da reta interpretação da palavra de Deus… Há quem se rebele contra a ideia de que Francisco diminui a “sacralidade da pessoa papal”. Quando Francisco condena a fofoca e a circulação de calúnias dentro dos aparatos, ele pensa nos sabotadores que falam em voz baixa… Não se deve subestimar nem mesmo a oposição inerte daqueles que na Cúria estão incertos em relação ao seu futuro e ao seu papel, e sentem que a estabilidade dos ditames tradicionais vacila… Há quem liquide com desencanto as suas palavras, especialmente sobre o tema da pobreza. Há uma rede subterrânea de interesses ramificados, que olha com suspeita e incômodo para as reformas… (do livro de Marco Politi, Francesco tra i lupi)

Do livro, diz a editora, em italiano:
È il leader più influente del pianeta. Si è prefisso un’impresa gigantesca: riformare la curia e rinnovare la Chiesa. Ma dietro le quinte la lotta è sempre più aspra. Il tempo è poco. La posta in gioco è la fisionomia del cattolicesimo di domani. Ha spezzato l’immagine di una Chiesa matrigna, ha rifiutato la pompa imperiale, non conosce barriere tra credenti e non credenti, nessun pontefice europeo ha vissuto come lui la miseria degli emarginati, è vicino alle angosce di uomini e donne di ogni credo. È immerso nella modernità, pratica la tenerezza e la compassione. Ma in Vaticano crescono le resistenze ai suoi audaci programmi di rifondazione della Chiesa come la partecipazione dei vescovi al governo ecclesiale, l’inserimento di donne ai vertici decisionali, l’approccio nuovo a divorziati e omosessuali. Ripulire lo Ior e le finanze vaticane è una fatica immane. L’episcopato italiano è un problema per il papa argentino. La rivoluzione è agli inizi: l’esito è incerto e il tempo non è molto. “Francesco tra i lupi” è la storia, mai raccontata prima, delle sfide nascoste alla rivoluzione di Bergoglio e dell’opposizione al papa più popolare dei nostri tempi, con particolari inediti sulla sua elezione. 

:: Os lobos de Francisco. Entrevista com Marco Politi – Notícias: IHU On-Line 08/06/2014
Uma ampla conversa com o vaticanista Marco Politi, autor de Francesco tra i lupi: Il segreto di una rivoluzione. Consensos verdadeiros, consensos da boca para fora, oposições amplas e latentes. Muitos blogs católicos são conservadores. O papa está consciente das resistências dentro do mundo católico. Uma estratégia inclusiva. Os meios de comunicação como instrumento para provocar o debate. O afastamento dos jovens, especialmente das garotas, com previsíveis dificuldades graves na transmissão da fé. A reportagem é de Giuseppe Rusconi, publicada no sítio Rosso Porpora em 04/06/2014 (link para o original italiano logo abaixo).

:: Marco Politi: I lupi di Francesco? Non vengono da Gubbio – Giuseppe Rusconi: Rosso Porpora – 4 Giugno 2014
Ad ampio colloquio con il vaticanista Marco Politi, autore di “Francesco tra i lupi. Il segreto di una rivoluzione”. Consensi veri, consensi a fior di labbra, opposizioni latenti ed estese. Tanti blog cattolici sono conservatori. Il Papa è consapevole delle resistenze all’interno del mondo cattolico. Una strategia inclusiva. I media come strumento per lanciare il dibattito. L’allontanarsi dei giovani, in particolare delle ragazze, con prevedibili difficoltà gravi nella trasmissione della fede.

Leia Mais:
Francisco